Lisboa – Carlos Saturnino Guerra Sousa de Oliveira, antigo PCA da Sonangol, assumiu recentemente a liderança do Conselho de Administração da AES – Angola Environment Service, uma empresa privada baseada na base da SONIL que presta serviços as petrolíferas em matérias de resíduos.

Fonte: Club-k.net

Inicialmente detida por um angolano grupo empresarial N'Zogi Yetu – Gestão de empreendimentos conotado a Manuel Domingos Vicente, a AES – Angola Enviroment Service, passou em finais de 2017, para o controlo de uma outra empresa Orlean Invest Angola, detida pela britânica Orlen Invest Management Resources. Fontes do sector acreditam que na altura o regime estava endurecer o combate contra a corrupção, a rede de Manuel Vicente decidiu transferir a empresa para um veiculo aparentemente estrangeiro para desviar as atenções.

 

Carlos Saturnino, conotado como uma dos homens de confiança de Manuel Vicente, sempre fez parte da gestão da AES. Quando em Novembro de 2017, foi nomeado como PCA da Sonangol, Carlos Saturnino encontravam a trabalhar como gestor desta empresa. Foi para petrolífera estatal mas havia deixado um sobrinho Paulo Oliveira que era os seus olhos na AES – Angola Enviroment Service.

 

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: