Luanda - A Polícia Nacional (PN) de Angola já colocou em liberdade as 22 pessoas detidas no sábado, 19, quando pretendiam participar numa marcha para exigir a libertação dos activistas Tanice Neutro e Luther Campos, presos em Janeiro.

Fonte: VOA

De acordo o porta-voz dos promotores, Pedro de Sousa, a polícia chegou com violência e prendeu a todos.


Duas horas depois, os 22 manifestantes foram levados ao Cacuaco e soltos.


A PN alegou que não havia autorização, para realização da referida marcha, apesar dos organizadores terem enviado uma carta ao Governo de Luanda a informar da iniciativa, como determina a lei.


O activista Tanaice Neutro foi julgado e o tribunal decidiu pela sua libertação com pena suspensa e o pagamento de uma multa, mas continua preso condicionado a um pedido de desculpas públicas ao Presidente da República.


Luther Campos ainda está em prisão preventiva, sem data de julgamento.

 

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: