Luanda - "Operação de Bandeira Falsa" é o uso indevido da identidade do outro para realizar operações macabras para delas retirar vantagens.

Fonte: Club-k.net

Em Angola depois do fim da guerra colonial, as primeiras operações de bandeira falsa andaram a volta das famosas cartas da "Afrique Asie, das falsas provas de colaboração da UNITA com a PIDE, das falsas provas contra a FNLA de comer pessoas" e outras; todas patrocinadas pelo MPLA ou seus aliados.

Durante a guerra de 1975 à 2002 o MPLA armou a ODP, aprisionou o povo nas colunas militares sem nunca ter negociado com a ONU, a OUA/UA ou a UNITA sobre a livre circulação de pessoas e bens, preferindo expô-los a morte o que interessava para diabolização do inimigo.

Durante estes anos todos, o MPLA tem usado e abusado dessas operações de bandeira falsa para destruir a UNITA. Muitos angolanos e estrangeiros foram vítimas dessas operações de bandeira falsa para criar a percepção de monstruosidade em volta da UNITA.

Na memória colectiva de muitos angolanos a UNITA é julgada com base nestas operações de bandeira falsa que ajudaram a fortalecer o regime dos maiores corruptos do mundo.

Falar da confusão na cerimónia funebre de "Nagrelha" como se tivesse sido criada pela UNITA é um exemplo dessas operações de bandeira falsa como marca patológica do MPLA nesse tipo de operações.

Só o amor ao angolano e a Pátria colocam luz na verdade que desperta povo das mentiras plantadas pelo MPLA contra a FNLA e a UNITA durante todos esses anos.

Deus abençoe Abundantemente Angola e os angolanos!!!

OBRIGADO



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: