Lisboa – Luís Umbar Fungo, o coronel que durante largos anos estava encarregado pela proteção do primeiro anel de segurança do Presidente JES, é o oficial anunciado para substituir o brigadeiro Santos Manuel Nobre “Barba Branca”, no cargo de 2º comandante da Unidade de Segurança Presidencial da Casa Militar do Presidente da República. A nomeação assinada por João Lourenço na passada quinta-feira, 19, foi antecedida pela graduação de Fungo ao grau de brigadeiro.

Fonte: Club-k.net

Natural de Malanje, Luís Umbar Fungo, é um veterano da USP que nos últimos anos se destacou como o principal ajudante de campo do antigo Presidente José Eduardo dos Santos. Com a saída de JES no poder, o agora brigadeiro, foi transferido para servir o antigo estadista na residência oficial no Miramar. Durante estes últimos quatros anos passou mais tempo em Barcelona, Espanha até Maio de 2022, altura em que recebeu instruções da Casa Militar da PR para regressar a Luanda, conforme havia sido noticiado pelo Club-K.

 

De pouca fala, Luís Fungo havia se tornado no mais confidente de Eduardo dos Santos, pelo que se acredita que as novas funções que lhe foram confiadas seja uma estratégia de manter por perto o homem que guarda os últimos desabafos do antigo Chefe de Estado de Angola.

 

Para além da formação militar, o brigadeiro Fungo frequentou entre 2008 a 2011, o curso de relações internacionais pelo Instituto superior de ciências sociais, de Luanda.

 

Diferente da UDP (ex-UGP), a USP é a Unidade de proteção presidencial que controla o primeiro e segundo anel de segurança do Chefe de Estado, e os seus efectivos apresenta-se geralmente a civil.

 

A quando da realização da reunião do Conselho de Segurança Nacional, na passada quinta-feira (19), o Presidente da República e Comandante-Em-Chefe das Forças Armadas Angolanas, João Lourenço, nomeou um novo comandante da Unidade de Segurança Presidencial, Brigadeiro Yava Zeca Pedro Félix, para substituir o veterano general José João “Maua”, 67 anos.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: