Luanda - Ao músico C4 Pedro (Henriques Lisboa Santos) está a ser atribuída a fala segundo a qual “os sulanos” são confusionistas(sic)”.

Fonte: Club-k.net

Não estou em condições de aferir se o músico disse isso, de facto, e em que contexto o fez.


Todavia, a confirmar-se a veracidade da sobredita fala, penso que tal deve merecer a mais profunda repulsa de todos nós.


A frase em si encerra um discurso estereotipado vencilhado que, com todas as nossas forças, precisamos de desenvencilhar, desencorajar.


Ninguém é melhor ou pior por ser do Sul ou do Norte. Ninguém é melhor ou pior por ser do Leste ou do Oeste.


Angola tem muitos problemas. E músicos como C4 Pedro deveriam contribuir com as suas músicas (sejam em prosa em poesia) para pacificação dos espíritos doentes que temos em Angola.


Não fica bem e muito menos é de bom-tom uma Figura Pública verbalizar de forma gratuita e irresponsável sobre estereótipos de ordem tribal ou de outra ordem, objectivando transformar preconceitos nocivos à união, a paz e a liberdade em conceito.


A ser provado que C4 é, de facto e de jure, autor da referida fala, ele deve merecer a censura do Ministério da Cultura e, se necessário for, ser banido de espectáculos musicais.


A ser verdade, os angolanos do Sul, do Norte, do Leste e do Oeste deveriam boicotar, doravante, tudo que fosse referente a C4Pedro por atentar contra a unidade nacional.


A fala de C4 Pedro bem pode ser tipificada como sendo uma tentativa de crime contra a Segurança Nacional.


As emissoras angolanas deveriam não mais emitir as músicas de C4 Pedro que, para mim, é “filho de ma mãe” , “filho de pai incógnito”.

Foi uma “boca” muito louca e infeliz, a de C4 Pedro. Foi a tentativa do “sorriso” de um palhaço sem graça.


Jorge Eurico



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: