Luanda - Os deputados do Mpla nunca representaram e jamais irão representar o povo porque nunca foram eleitos por Ele. Por mais que falem nas tpas 1,2,3 e 4, em nome dos angolanos, a verdade é que foram todos nomeados por Jlo.

Fonte: Club-k.net

O sofrimento dos angolanos é antigo. Piorou em agosto de 2017 com a subida ao poder do Presidente João Lourenço. Desde 2017 à 2023, os angolanos têm vivido momentos de extrema desgraça. Falta alimentação, água potável, saúde, habitação, educação, trabalho, saneamento básico, estradas condígnas, liberdade de imprensa e de expressão; a partidarização das instituições públicas e privadas pelo Regime constituem o retrocesso do desenvolvimento dos angolanos; o desrespeito dos direitos humanos por parte das Forças Armadas e da Polícia Nacional, amando do Regime - Estado, viola a Constituição da República de Angola como o direito a vida. Quantas pessoas morreram ao longo dos seis anos do mandato de Jlo por se manifestarem contra a fome, a falta de emprego e de outras condições? Quantos morreram por exigir ao Regime, imparcialidade nos meios de comunicação social público? Quantos morreram e morrem por pensar diferente ao Regime?


Diante de toda essa conduta dolosa e hodionda por parte do chefe, os senhores deputados do Mpla aplaudem vivamente e de forma forte e aberta esse comportamento de Jlo e ao mesmo tempo, encorajam, o titular do poder, a continuar com os mesmos hábitos:destruir os pobres.


Esses senhores, são deputados da pimpa. São sem vergonha, sem sentimentos pela vida humana e sobretudo pela vida dos miseráveis angolanos, são lambe - botas, engraxadores mentais, tambores de ressonância, repetidores de ideologias desgastantes e arcaicas. São deputados da pimpa porque não entendem o real papel que devem desempenhar na Assembleia Nacional; são deputados da pimpa porquanto defendem o demônio em vez do povo. São advogados do diabo. São alérgicos a verdade, ao contraditório, advogam o improvável a luz da ciência, interpretam maquiavélicamente as leis; quando não as são favoráveis, obedecem cegamente às ordens superiores. Os deputados da pimpa, as vezes, refletem pouco. Parecem sem razão e sem espírito crítico. Estão no Parlamento apenas para levantar a mão. Os da pimpa, são incensíveis, complexados. Falam em nome de Deus sem entenderem Deus e seu objectivo, quando criou o homem.


Quando vêm a público, comunicam-se mal. O Mpla não é o único partido capaz de fazer reformas profundas e governar o país. Esse pensamento é de uma ignorância supina.


Aos senhores da pimpa, quando o cenário político mudar, nenhuma desculpa vossa terá perdão judicial. Devereis ser acusados por muitos crimes que cometeis hoje, no exércicio das vossas funções que muitos não sabem e não cabe a mim dizer-vos.


Quem defende irracionalmente o mal que Jlo, todos os dias faz, contra os angolanos e o incentiva a prosseguir, é lúcido do que diz, é consciente. Numa nova Angola, essa gente deve ser acusada, julgada e condenada nos termos da Constituição e da Lei da nova Angola. Desculpas de meia tigela, como: não podia dizer a verdade porque seria morto junto a família, não pega. Quantos angolanos são perseguidos, mortos por trazer a público dossier de dirigentes de cargos, por corrupção, peculato, tráfico de influência, exploração ilegal de inertes? Quantos foram do Mpla, mas que deixaram por não compactuarem com as actuais políticas de Estado que o mesmo implementa em Angola e que denunciaram essas práticas e que são perseguidos e isolados? São vários que se sacrificam e metem em risco a própria vida e a de suas famílias, por Angola. Logo, desculpas não poderão ser aceitas.


A única desculpa racional, inteligente, capaz de vos livrar do fogo do inferno, é votar a favor da destituição do Presidente João Lourenço, quando a oposição der entrada do processo de destituição na Assembleia Nacional, em outubro. Podem ter certeza que os angolanos saberão perdoar-vos de todo mal. De outra forma, à vontade dos angolanos, o inferno vos espera.


Por: Talagongo Okola