Satélite angolano, ANGOSAT

Procedeu-se igualmente ao reajustamento dos subsídios das Autoridades Tradicionais e à actualização das pensões atribuídas em regime especial aos antigos combatentes, deficientes de guerra e familiares de combatentes tombados ou perecidos.

O Conselho de Ministros aprovou o projecto de criação do satélite angolano, ANGOSAT, bem como as minutas de contrato a celebrar entre o Ministério dos Correios e Telecomunicações e o consórcio russo liderado pela empresa ROSOBONEXPORT, com vista à construção, colocação em órbita e operação do referido satélite.

O projecto permitirá a disponibilização de serviços de acesso internacional, de suporte e expansão da Internet de banda larga, de transmissão para os operadores de telecomunicações e a disponibilização para suportar serviços de rede de televisão e radiodifusão.

O Conselho de Ministros aprovou os contratos de empreitadas para a construção de lares da 3ª idade nas províncias do Bié, Huambo e Moxico, com o objectivo de se garantir condições dignas e qualidade de vida para cidadãos mais vulneráveis daquela faixa etária.

Com vista ao desenvolvimento de projectos nos domínios da geração e fornecimento energia hidroeléctrica e infra-estruturas portuárias de apoio à produção de alumínio, o Governo autorizou os ministérios da Energia e Águas e da Indústria a celebrar com a Hydro Aluminium, AS, empresa de direito norueguês, um Memorando de Entendimento para o estabelecimento de industrias electro-intensivas em Angola.

Ainda segundo o comunicado, o Governo concedeu o estatuto de associação de
pública ao Movimento Nacional Espontâneo, instituição cuja finalidade é, dentre outras, a dinamização de actividades de convívio e promoção social e a realização de actividades educativas e de solidariedade social.

O Conselho de Ministros foi informado sobre o Plano de distribuição dos manuais escolares para o ano lectivo de 2008.

Fonte: Angop



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: