Alemanha - Ainda me lembro como se fosse hoje e cheguei a sentir-me orgulhoso,  por ter conhecido pessoalmente Ambrósio Lemos , com quem passei mais de dois anos, entre a cadeia de S.Paulo e o campo de concentração do tari ( Kibala ).

 

Fonte: Club-k.net

Revolucionário ou reacionário ?

ImageO Ambrósio Lemos que conheci, era uma pessoa exemplar, com um grande espírito de solidaridade, bom motivador que nunca se cansava em encorajar os mais novos como eu, para enfrentar os momentos difíceis que tínhamos pela frente.


Era um preso tal , qual  outros , que sofreu também na carne a violência da inclencia daqueles que nos tratavam de forma tão cruel ,que ainda hoje, pergunto; se realmente tinham consciência do que faziam.


Não tinha nenhum estatuto especial , que o privilegiasse e como pessoa de boa educação que era, repassava  aos demais consofredores e estava sempre dispostos a ajudar.


Para aqueles que não sabiam , importa dizer  que   Ambrósio Lemos , também perdeu um irmão nos massacre de 27 de Maio de 1977 e que foi  barbaramente arrastado e morto perante o olhar furioso, de alguns de seus camaradas deste MPLA.


Hoje pelas imagens que tenho visto , me parece envelhecido , cansado e carregando sobre a alma o remorso, a dor e o medo de não poder dizer aquilo que tem bem guardado no fundo de seu  coração.


Não creio que por mais fantoche, que se tenha transformado o  Ambrósio  Lemos , que o mesmo ,ordene a nossa policia , a desrespeitar os direitos do povo.


Quer acreditar que o mesmo , vive sobre pressão e sei que alguns pedidos de demissão ,já custaram á vida , de certos compatriotas de bem , na nossa terra.   Tenho informações credíveis , de que  já foi vitima de duas tentativas de envenenamento.


A vossa atenção por favor.  Não quero  aqui de forma alguma , fazer nenhum elogio interceiro e desonesto, como quem precisasse de favores . Elogios oportunistas e hipócritas são um caminho  directo para o fracasso e quando se lida com pessoas só a honestidade traz sucesso.


Também não quero defender as acções criminosas cometidas pela  policia sob comando de Ambrósio Lemos. Mais contudo penso que os agentes que agem dentro da normalidade , nos merecem respeito e não podemos generalizar.  Pelo volume de casos de assassinatos cometidos pela policia , que conheço e tenho lido , me parece que Ambrósio Lemos nunca deve o controle total da policia e nunca esteve na corporação de corpo e alma.


Violência policial: É revoltante , o comportamento de certos policias e não consigo mesmo imaginar o que será da vida dos angolanos , se quem os deveria proteger estão fazendo parte da escória criminosa ?


Pessoalmente sou favorável por uma selecção mais rígida  , e de um teste psicológico credível que venha a indicar se a pessoa , tem ou não perfil para ser polícia e que a decisões não fossem manobradas , como acontece geralmente ,quando se quer dar um jeitinho ao parente.


Se calhar estamos  a pagar pela nossa própria omissão ?


É preciso sermos sinceros e dizermos que ;  o Estado angolano no verdadeiro sentido da palavra , deixou de funcionar e como tal , necessita  de uma policia que parece só estarem lá para manter o sistema .
 

Na minha opinião , os governantes que defendem policias assassinos , têm interesses nisto e aquilo que vimos do comportamento de alguns policias , é apenas reflexo do que também acontece em tantos outros meios sociais , onde esse Estado falido simplesmente abandonou a sua própria sorte.


São covardes os policias que espancam e matam gratuitamente , quando na verdade o que deveriam fazer era cuidar do bem estar e segurança do cidadão.


 Mas mesmo assim , acredito que ainda temos gente decente , honesta e dignas de respeito e admiração na policia.

Nosso país está assim. Também porque a justiça não funciona e há falta de preparação .


E essa falta de preparação , é mesmo só porque o Estado não funciona como qualificador que deveria ser , e para que o Estado não funcione , necessita de dirigentes incompetentes , corruptos e omisso , como alguns que temos.


E se eles lá estão  é porque os deixamos lá estar  esse tempo todo , e é por isso ,  que estamos a pagar   pela nossa própria omissão como me referi.


Noutro país qualquer essa cambada quase toda , já teriam corrido se calhar á socos , ou pontapés , e arrastados para um verdadeiro tribunal de justiça .
Porque julgo que mesmo esses policias criminosos , também são seres humanos e como tal,e devem ser tratados  e julgados correctamente.


Apenas idiotas covardes e que , na hora de enfrentarem o chefe ladrão e corrupto  , nunca têm a mesma disposição e bala no cano , para dispararem á queima roupa , como fazem contra os populares.


Por que , tanta violência ?


A sociedade angolana é realmente violenta , mais essa violência é fruto da política governamental de exclusão social , de um desgoverno que parece mais interessado em fabricar bandidos , corruptos e assassinos.


A violência transformou-se , numa doença grave e contagiosa  com que os angolanos ,  já se habituaram a conviver todos os dias.


E ela já corrói a vida de quase toda gente incluindo dos próprios polícias  , que são , no fundo um produto da miséria , mal pagos , mal formados e muitos deles  feitos escravos das ordens das grandes chefias , tal qual , os nossos militares.


Policia mal formada , que só sabe dizer ; ( sim camarada chefe ) e sem o mínimo de condições  dignas de sobrevivencia , acaba sempre por semear o pânico , medo e raramente não se torna  em criminoso , quando a fome aperta.


Ainda pior quando habituado a viver em tensão constante e crescente  , apreciando toda o tipo de assaltos feitos pelos chefes , aos cofres públicos e eles não terem nada para o sustento de suas famílias.


Todo corrupto é criminoso e violento mesmo sem pegar em arma de fogo para disparar contra o povo , pois na nossa terra a corrupção já vai matando mais do que os assaltantes de rua.


Todos nós sofremos as consequencias violentas da corrupcâo e  frustrações provocadas pela mesma. A frustração é um estado de espírito resultante da não satisfação de nossas necessidades e motivações. É só violência seja para onde olhamos. É absurdo o ponto em que a situação atingiu .


Hoje os angolanos terem mais medo , da própria polícia , do que dos bandidos . Pelo menos os bandidos , são bem claros nas suas intenções . E a polícia ?


Cada vez acredito mais de que a ditadura nunca acabou em Angola , o que mudou  foi a inversão de papel . Hoje o policia de bem , encontra-se afastado e sua voz , sufocada .


Como é o caso de muitos jovens que conheci em Portugal nos anos 80 formando-se para a corporação policial e depois , acabaram por ser postos de lado , e um ou outro , morto para não tirar o lugar ao chefe. Repito : muita coisa só é do conhecimento público quando os regimes são depostos.
 E Angola não fugirá a regressa

Haja justiça , pela pátria e só por ela



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: