Luanda - Os angolanos estão todos de parabéns, o presidente do MPLA, que também é da republica, foi aos Estados Unidos da América, e encontrou-se com o banqueiro Joe Biden, segundo o presidente do MPLA, que também é da república, afirmou que assinou diversos acordos com o seu homologo americano, que por sinal, prometeu visitar Angola, para dar continuidade a farra começada em Angola em comemoração dos ganhos alcançados na sua visita aos estados unidos.

Fonte: Club-k.net

Vai cair do céu, chuvas de comida, bebidas e de tudo quanto os angolanos precisam para ser feliz. Tudo graças a visita do dono do regime angolano aos estados unidos.


O presidente dos Estados Unidos da América, por seu lado confirmou as palavras do ditador angolano e prometeu até doar créditos a fundo perdido em dólares americanos, para o presidente angolano gastar a lagar dê em produtos diversos para acalentar os angolanos.


Na sala Oval, o presidente Joe Biden, prometeu em segredo, adjudicar ajustes diretos de biliões de dólares americanos, sem concurso público, para ajudar a pagar a dívida astronômica, que o presidente caloteiro angolano contraiu junto do governo Chinês.


Mas isso, é apenas a ponta do iceberg. Resultante da visita de João Lourenço, os Estados Unidos, vão garantir ao povo da Angola profunda, um fausto natal. O homem até ordenou por decreto, sem o selo do congresso americano, que o departamento do tesouro dos Estados Unidos, notifique com urgência o American Reserve Bank, para que este encha os aviões comprados por Angola, de USA dólares, para doa-los ao povo do MPLA e do presidente angolano.


Em troca das terras angolanas doadas, ou seja, emprestadas aos estados unidos, por 100 anos, sem nada dar em troca, na qualidade de presidente norte americano, os aviões comprados pelo regime angolano, serão doados e chegarão a custo zero a república de Angola. Só não se sabe a data do cumprimento de tal premissa.


Para demonstrar o ótimo estado das relações entre os dois estados, o anfitrião, notificou os lobistas americanos, para que estes devolvam de imediato ao presidente angolano, os 24 milhões de dólares gastos para aproximar o amigo ditador junto da democracia estadunidense.


Os Estados Unidos, decidiram unilateralmente apoiar João Lourenço, para que este descumpra a seu bel prazer, a lei e a constituição, para se tornar cabeça de lista do MPLA nas próximas eleições em 2927. Além disso, e para proteger o presidente saloio angolano, o presidente Joe Biden, isentou atempadamente o presidente João Lourenço, da responsabilidade de ser autor confesso da fraude seguido do previsível roubo eleitoral a realizar no próximo pleito em 22027.


Até novembro de 2024, altura em que serão realizadas as eleições gerais nos Estados Unidos, o corrupto pessoal de Joe Biden, é-lhe permitido evitar de realizar as autarquias.


Porém, em conversa secreta na sala oval da casa grande, o presidente americano avisou o profeta do caos, que se não for reeleito, tudo volta à estaca anterior, pois, como Joe Biden prevê, se o outro ganhar, a prioridade do eventual novo presidente dos estados unidos, não passará certamente pelo corredor do Lobito.


Ante essa previsão e ainda segundo presidente americano, caso a alternância do poder político seja efetivada na casa branca, a sua canetada valera tanto quanto a de João Lourenço.


Por outro lado, os acordos invisíveis assinados entre os dois, ficarão como estão, invisíveis de todo. Já em relação ao embaixador americano, emprestado ao bureau político do MPLA, será retirado rapidamente do território angolano, para não deixar nenhum vestígio da sua passagem por Angola.


Nós os angolanos agradecemos a última parte do plano de Joe Biden, para Angola.

Estamos Juntos