Lisboa - Quadros do ministério dos   transporte que recentemente foram afastados em conformidade com a reforma interna deverão ser reintegrados de acordo com as suas habilidades. 


Fonte: Club-k.net

 

PR angolano  se opõem ao despedimento de quadros

A determinação do andamento do processo de reintegração   é atribuída a uma manifestação do presidente angolano,  José Eduardo dos Santos transmitida pessoalmente ao Ministro dos Transporte, Augusto da Silva  Tomas.


No inicio do ano, JES  recebeu Augusto Tomas  que pretendia-lhe submeter o “draft” do plano de reforma nas empresas ligadas ao Ministério dos Transportes  que em paralelo proporcionaria ao afastamento de quadros.  JES, apreciou o plano mas condicionou  que antes da sua materialização, o ministro teria primeiro de resolver a situação dos quadros que iriam ao desemprego. 

 
A proposta foi levada de seguida ao conselho de Ministro tendo sido aprovada  no passado dia 24 de Maio. A mesma alude a substituição das direcções gerais, das empresas do ministério dos transportes,  por Conselhos de administração.   Os antigos quadros que faziam partes das direcções afastadas e que JES temia vê-los no desemprego   foram  já notificados a cerca das suas recolocações em empresas ligadas ao ministério.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: