Luanda — A taxa de desemprego na faixa etária dos 14 aos 24 anos, em Angola, chegou a 63,5 por cento no primeiro timestre deste ano, enquanto que a nível geral ficou em 32,4 por cento, contra os 31,9 por cento no trimestre anterior.

Fonte: VOA

O Inquérito ao Emprego em Angola (IEA), divulgado pelo Instituto Nacional de Estatísticas, indica que entre a camada mais jovem a taxa subiu 9,1% em relação ao último trimestre de 2023, que foi de 58,3%.

 

O levantamento indica ainda que a economia informal domina o mercado, com 79,8 por cento das mais de 11,7 milhões de pessoas em idade ativa a desenvolveram a sua atividade económica fora do sistema formal.

 

Desse universo, 88,5 por cento são mulheres e 70,7 por cento homens.

 

Ainda de acordo com IEA, o maior número de pessoas empregadas está entre os grupos etários 35-44 anos e 45-54 anos.

 

Quase metade das pessoas empregadas, 47,5%, trabalham na agricultura, caça e pescas, seguindo-se o comércio com 22,6%.

 

O IEA é um inquérito por amostragem que abrage trimestralmente 10.944 agregados familiares, dos quais 6.036 na área urbana e 4.908 na área rural.