Lisboa - Em um dia histórico para a comunidade angolana em Portugal, foi lançada a Federação das Associações-Organizações da Sociedade Civil Angolana em Portugal (FOSCAP). A organização, que reúne 29 associações angolanas, nasce com o propósito de fortalecer e desenvolver as comunidades angolanas em solo português.

Fonte: FOSFAC

A FOSCAP surge da necessidade de unificar as diversas associações angolanas em Portugal, promovendo uma maior coesão e representatividade da comunidade. A federação pretende ser um agente de mudança positivo, trabalhando para o desenvolvimento socioeconómico, a integração social e a defesa dos direitos dos angolanos em Portugal.

 

A FOSCAP tem como missão central servir a comunidade angolana em Portugal. A federação pretende alcançar este objetivo através de uma série de ações, entre elas:

1.Promover a integração social e económica dos angolanos em Portugal
2.Defender os direitos dos angolanos em Portugal
3.Lutar contra a discriminação e o racismo
4.Promover a cultura e a língua angolana
5.Apoiar as empresas angolanas em Portugal
6.Estabelecer parcerias com entidades portuguesas e internacionais
7.Liderança Experiente e Comprometida

A FOSCAP é liderada por uma equipa experiente e dedicada à comunidade angolana. A direção da federação é composta por:

Presidente: Dr. Alberto Marques "Beto"
Vice-Presidentes: Mário Jorge Freitas (MOVANGOLA), Eduardo Costa (KAMBA), Francisco Cassandra (AAAV), Celso Queirós (AEV)
Secretário-Geral: António Baptista (ACAA)
Tesoureira: Paula Biscoite (ACAA)

A criação da FOSCAP representa um marco importante para as comunidades angolanas em Portugal. A federação tem o potencial de fazer a diferença na vida de muitos angolanos que vivem em Portugal. Com uma liderança forte e uma missão clara, a FOSCAP está bem posicionada para alcançar seus objetivos e construir um futuro melhor para as comunidades angolanas em Portugal.