Luanda - No plano geopolítico, o processo desfecho de Bicesse, desde o início até o seu desfecho, foi profundamente influenciado por dois acontecimentos marcantes do final do Séc.XX, nomeadamente a queda do Muro de Berlin em 1989 e a dissolução do Império Soviético em 1991.

Fonte: Club-k.net


Estes dois acontecimentos provocaram uma profunda alteração da correlação de forças no teatro global, tendo como resultado o redimensionar dos interesses do principal actor no plano táctico e operacional.


Neste novo contexto, para os americanos, na Africa Austral e em Angola em particular, a luta contra o expansionismo Soviético deu lugar a novos interesses, os interesses económicos. Neste particular, Jonas Savimbi que foi instrumental durante o conflito regional, passou agora a constituir "ameaça extraordinária" aos interesses económicos dos americanos em Angola, principalmente na área da exploração do petróleo.


Conhecedores da personalidade e integridade do grande patriota Jonas Savimbi, os americanos temiam que os seus interesses podessem ser postos em causa. Presumiram que Jonas Savimbi fosse capaz de fazer novas exigências no sentido de tornar mais justos os termos das negociações na área dos negócios.


Foi nesse contexto que Jonas Savimbi foi atirado para o mais severo ostracismo tendo inclusive sido o seu nome incluído na lista negra, isto é, dos inimigos jurados da América como Fidel Castro, Osama Bin Ladan, Saddan Hussain e outros.


Em definitivo, Jonas Savimbi teve em 1991 a mesma sentença que tiveram todos os lideres africanos que se empenharam na luta pela defesa dos interesses nacionais, os interesses dos povos de Africa em especial.

Para Jonas Savimbi, Angola e os angolanos estavam em primeiro plano e antes de tudo e de todos.


"A cooperação comigo não é fácil..." e "...Os ocidentais nunca foram nossos aliados, tínhamos sim interesses que coincidiam..."

Era assim Jonas Savimbi. Ele era verdadeiro e muitas vezes irreverente, dizia de forma clara o que pensava e muitas vezes o seu pensamento colidia com o interesse das grandes potências.

Lukamba Gato
31/05/24