Luanda  - Encontra-se detida a antiga direcção da saúde na província de Benguela, no total são 8 dos acusados de cometerem o crime de peculato, durante o seu mandato que durou perto de 15 anos.


Fonte: CK


Dos acusados destacam-se o dr. António Bento; director provincial; Inês da Glória Mendes, Mateus Quessongo, responsável dos recursos humanos, José Borge, chefe de repartição municipal do Lobito entre outros.


A notícia foi veiculada pela emissora estatal da província, que segundo o porta-voz da polícia nacional os supostos criminosos encontram-se detidos na penitenciária de Benguela, até serem ouvidos em audiência pública no tribunal provincial da comarca de Benguela.


Segundo apuramos sob fonte da direcção provincial da saúde pública, os crimes que terão cometidos os arguidos, são os mesmos que a actual direcção está a cometer, pois, disse a fonte, os desvios de fundos pelos quais são acusados do elenco do dr. Bento acontece normalmente com o dr. Valentino Kaliengue, porque as subfacturações acontecem tanto no hospital como em outras unidades de dependência à saúde. “há subfacturação no restaurante que serve no hospital, pois dos 15 milhões de kwanzas cobrados pelo escondidinho, 20 por cento é para o actual chefe, o mesmo acontece nas empresas de recolha de lixo e de segurança.


Uma questão deve ao debate público benguelense é o suposto desvio de fundos na empresa de águas de Benguela, dos desvios da antiga direcção da educação de Benguela, para citar só esses.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: