Luanda - Eles condenam os outros por algo que eles também fazem. Eles defendem uma moral que não existe mais. Eles são os falsos moralistas os que Criticam Tatiana Durão e a ofendem.


Fonte: Club-k.net


Ser sincero é sempre algo difícil. Quando falamos a verdade, corremos o risco de desagradar alguém, o que pode custar a nossa paciência, a nossa paz, a nossa amizade, o nosso emprego ou até mesmo a nossa vida. Todos nós sabemos que a sociedade estabelece padrões e opiniões para que os cidadãos sejam aceitos e respeitados até certo nível. Por causa disto, é muito mais fácil ser hipócrita e condenar outros por coisas que nós também fazemos escondidos.

 

É muito comum vermos pessoas nuas ou seminuas durante o desfile de moda nas  passerelles, e no Carnaval., quando vamos as discotecas vimos miúdas e adultas quase nuas, ate em certas discotecas vemos gente transando nas casas de banhos , todas as miúdas hoje se vestem se mi nuas Com excepção das velhinhas e de pessoas muito religiosas.

 

isso não tem nada de anormal e não é nada condenável. Por outro lado, um topless na praia pode chocar muita gente. Por que andar quase sem roupa no Carnaval é aceitável e um topless é condenável? Por causa das crianças? Todos nós Angolanos estamos sendo neocolonizado pela TV Globo e Record desde crianças, jovens, adultos aplaudimos o Carnaval dos Brasileiro pelo Nudismoe nunca ninguém veio criticar a  os desfiles  das mulheres nuas, sendo que uma pintura ou purpurina funcionam como tapa sexo

 

No ano passado, a vice-colocada no concurso de Miss Estados Unidos causou polémica. A Miss Califórnia disse que “dentro da criação dela, ela acredita que o casamento deveria ser entre um homem e uma mulher”. Ela recebeu Criticas e aplausos e plantou o ódio no coração de alguns jurados, especialmente do jornalista (uma espécie de Leão Lobo dos ianques) declaradamente gay que formulou a pergunta. quando Giovanna Pinto Leite, falou aberta mente que no Comité Miss Angola pernas abertas atraem patrocino muita gente lhe criticou pela ousadia de falar a verdade, ela foi destituída do cargo de  Miss Angola e lhe receberam tudo que havia ganhado do concurso e não vi nem um falso moralista lhe ajudar, lhe apoiar para defender a causa dela que foi dizer a verdade, cada um é dono de seu corpo e suas atitides Deixem a Tatiana Durão em Paz.  Somos falsos moralistas quando vamos contra as nossas vontades e crenças, mas temendo a reprovação da sociedade, agimos de acordo com seus padrões e opiniões pré-estabelecidos…

 

Apoio a causa de Tatiana Durão ela é muito mulher ela faz o que bem acha para ela e não para as pessoas  cada um de vocês é dono do seu próprio nariz,  são  vocês vivem criticando ela mais acorda cedo para ver ela tomando banho nua,  vocês que estão criticando são os mesmo que vivem transando nos carros,  e namorando com as miúda de 15  e 16 anos as tais chamadas de catorzinhas.

 

Eu pessoalmente não conheço a Tatiana ,  mais vou votar para ela tal como  já havia votado quando ela esta lá  a representar os assinastes da DST Angola

 

Ninguém é obrigado a gostar de pessoas com quem não se tem afinidade, porém é importante lembrar que a justiça e o respeito devem prevalecer. O que devemos fazer? Sermos sinceros e nadarmos contra a maré da hipocrisia ou nos escondermos atrás do nosso falso moralismo para que não corramos o risco de sentir a fúria da sociedade?

 


O falso moralista é uma pessoa, que prega a moral e os bons costumes, porem no seu dia-a-dia não pratica a moral que ele defende, ou julga correta, falar sobre moral é uma coisa muito complicada, pois cada um sabe o que é certo ou errado, e isso pode variar inclusive de acordo com cada cultura, criação e o momento  etc. O mais correto é termos nossas convicções conversar sobre elas, debater e até mudar, e na medida do possível seguir uma linha que adotamos como a mais correta, porem pregar para todo mundo o que você acha certo ou errado pode te colocar em situações embaraçosas pois certa hora você mesmo irá cair em contradições, afinal não podemos ser certos o tempo todo.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: