Lisboa - As instalações da RNA foram  misteriosamente assaltada  na noite do dia 5 por elementos ainda não identificados. A direção Nacional de Investigação criminal (DNIC)  ao qual seguiu-se uma queixa, esta a investigar o caso que resultou no desaparecimento de equipamentos técnicos guardados no armazém.

 

Fonte: Club-k.net

 

Rumores postos a circular  levantam suspeitas de que os “seqüestradores”  sejam elementos conhecedores da casa. As principais suspeitas recaem a indivíduos conotados ao ex Ministro Manuel Rabelais  que ultimamente tem sido visto  “na calada da noite” a franquear as instalações  da radio.  O “roubo” apresenta na sua forma de acção particularidades ao que aconteceu quando na noite do dia em que Manuel Rabelais foi exonerado do governo, elementos fieis a si, apareceram no parque da radio para retirar viaturas   compradas pela estação radiofônica.

 

O nome do ex-governantes é geralmente  associado ao recente "seqüestro de equipamento técnico”  pelo facto de o mesmo ter montado uma empresa de prestação de serviço audiovisual (usa o matéria da RNA e TPA) subcontratada pelos órgãos destes órgãos de comunicação do Estado.

 

Os guardas de proteção da empresa são tidos, nas acusações que circulam, como coniventes por permitirem que os “meliantes” entrassem pela porta da área da infra-instrutoras. O facto em si, denota que os seqüestradores sejam elementos cujo os rostos já estavam familiarizados pelos guardas.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: