Luanda -  A Rádio Comercial Despertar acabou de perder misteriosamente na madrugada de ontem, no município de Viana, em Luanda, um dos seus polémico locutor de um programa em umbundu. Alberto Chakusanga, de 31 anos, foi – segundo fontes policiais – encontrado, por voltas das 9 horas de manhã, morto por uma sobrinha que curiosamente não ouvira o barulho do disparo e muito menos a vizinhança.


Fonte: Club-k.net

Fontes policiais do CLUB-K garantiram que o mesmo foi assassinado na sua cozinha com tiro pelas costas após uma longa conversa com o(s) assassino(s) até agora desconhecido(s), com uma arma silenciosa.



Em simulação, o(s) bandido(s) levara apenas uma botija de gás de cozinha, tal igual como aconteceu em 2004, com o nacionalista Mfulupinga Lando Victor, líder fundador do partido PDP-ANA, assassinado quando saia na sede do seu partido, no bairro Cassenda. Após o acto, os assassinos simularam em levar o carro do deputado que posteriormente foi encontrado a 600 metros do local do crime.

 

Um facto curioso, é que Alberto Chakusanga, natural do município da Caála, província do Huambo, morreu 24 horas após o Bureau Político do partido no poder (MPLA), ter assegurado, em comunicado saído da sua 3ª reunião ordinária, conhecer indivíduos – recrutados – para denegrir, a qualquer preço, a imagem do seu Presidente.

 


Entretanto, o colectivo de profissionais, deste portal, apresenta à Rádio Comercial Despertar e a família, nesta hora de dor e luto os seus profundos sentimentos de pesar pela irreparável perda de Alberto Chakusanga.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: