Lisboa - Desidério da Graça Veríssimo e Costa, autor da máxima “nesta terra há os que mandam e há os que pensam que mandam” desembolsou 2 milhões de dólares a sua antiga esposa com quem ainda conservava o estatuto de casado,   em  troca do acelerar do pedido do divorcio.


Fonte: Club-k.net

 

A urgência que tinha em por em marcha o divorcio era para dar lugar ao  novo casamento realizado a poucas semanas atrás na sua fazenda GIMUNALI, na funda. (O PR  esteve presente).  A sua nova esposa é Fatima  Xirimbimbi, uma senhora de 38 anos  com  quem este  antigo ministro dos petróleos  mantinha  uma relação extra-amigavel.

 

“Desy” como é tratado carinhosamente em meios  que lhe são próximos, não  é  uma figura conotada a actos  de esbanjamento que caracteriza algumas personalidades do regime do MPLA. No circulo de algumas senhoras com quem se amigou no passado ficou com a  fama de ser “agarrado”.  Aparenta estar mais aberto, desde os últimos anos.

 


Quando completou 70 anos de idade, a seis  anos atrás, realizou a sua festa de aniversario num “semi luxuoso”  barco ao estilo hotel, a beira mar. A sua fazenda localizada no bairro funda, onde se realizou o  casamento acolhe um espaço para criação de gado de origem holandesa, fabrica de Yourgurt com o nome da fazenda, largo artificial (Inaugurado pela Primeira dama Ana Paula dos Santos em 2006),  Estação de tratamento de Água e etc. A administração do espaço foi confiança a um fazendeiro português identificado por “ Senhor Santos”

 

De recordar que Desidério Costa foi casado no passado com Ruth Neto, irmã do primeiro presidente de Angola e mãe da sua filha mais velha, Ginga Neto. Quando  se desarmonizou  com a senhora ainda ao tempo de Agostinho Neto, este  o terá afastado do seu circulo pessoal em solidariedade a irmã. José Eduardo dos Santos quando ascendeu ao poder estendeu-lhe os braços fazendo dele num dos governantes que serviu o executivo por cerca de 30 anos. Ambos partilham uma amizade solida ao estilo de pai e filho. Desidério funcionou como uma espécie de conselheiro de JES para os assuntos privados. Em Setembro de 2009, o PR tirou um dos finais de semanas para ir desfrutar na sua fazenda tendo inclusive aproveitado o momento para andar de cavalo.

 

Após a saída do governo, em 2008,  passou a   trabalhar como consultor para a indústria do petróleo e é membro da mesa de assembléia do banco africano de investimento (BAI). No ano passado tomou posse como administrador  de uma empresa petrolífera a operar em Angola.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: