Lisboa - O registro civil do recém casamento do  ex-Ministro dos Petróleos Désiderio Costa com uma senhora de 38 anos de idade, Fátima Xirimbimbi, foi marcado com um  escândalo judicial que culminou na imediata  invalidade do acto.


Fonte: Club-k.net

Ex-Ministro esqueceu que ainda estava casado

A invalidade surgiu depois de  terem descoberto que Désiderio Costa ainda conservava o estatuto de casado sem ter  finalizado o processo de divorcio.  A denuncia foi feita pela sua antiga esposa que apareceu  no local da festa protagonizando um incidente propositado a objectar a cerimônia.

 

 

A desfeita do “novo” casamento com Fatima Xirimbimbi,  deu lugar a uma ronda de negociações entre o antigo ministro e a sua a ex- esposa com quem conserva o estatuto de casado. Nas conversações, Désiderio Costa prontificou-se a oferecer a quantia de 2 milhões de dólares como moeda de troco para se desfazer do casamento  antigo.

 


De acordo com informações plausíveis, os filhos do antigo ministro (tem cinco filhos) terão se oposto a este novo  casamento do pai com a senhora  Fátima   com quem o ex governante  se relaciona a cerca de 10 anos. Não terão  se sentidos convencidos de ver o pai a voltar a se casa na idade de  76 anos, sobretudo com  alguém de 38 anos, o que causa certa suspeita.

 

Instantes depois de o casamento  ter sido “desmascarado”,  ocorreu no mesmo local, o brinde do copo de Água. A  imagens da cerimônia publicadas pela revista CARAS em Angola resultou do  “convívio de simulação”, uma vez que os preparativos da festa  já tinham sido feitos antecipadamente. (A revista em referencia não citou que se estava diante de uma festa de  casamento  anulado por desconhecer o sucedido).

 

Para além da presença do Presidente da Republica, o “escândalo” foi igualmente testemunhado pelo  Arcebispo Auxiliar de Luanda, Dom Anastácio Kahango que procedeu com uma “cerimônia” para abençoar os recém  “não”  casados.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: