Luanda – De acordo com a agencia angop, a  ministra da Comunicação Social, Carolina Cerqueira, afirmou hoje, em Luanda, que a música de Coréon Dú tem ritmo diferente e é de qualidade, razão pela qual abre portas para modernidade na arte musical.


Fonte: Angop
 

“Vim aqui, para saudá-lo e encorajá-lo”

Ministra da Comunicação Social, Carolina CerqueiraCarolina Cerqueira, segundo angop,  fez esta afirmação à imprensa, depois de proceder a compra e obter o autógrafo do disco de estreia de Coréon Dú denominado de “The Coréon Experiment" no Parque da Independência. 

 

 “Vim aqui, em especial para saudá-lo e encorajá-lo nesta sua iniciativa que tem muita qualidade”, asseverou.

 

 Para a ministra, o número de jovens que logo pela manhã acorreram ao Parque da Independência para comprar o disco reflecte efectivamente que Coréon Dú veio para ficar.

 

 

Coréon Dú entusiasmado com público presente na venda do seu disco

 

 O músico angolano Coréon Dú mostrou-se hoje, em Luanda, entusiasmado com a presença humana que se fez presente no Parque da Independência para comprar o seu disco de estreia “The Coréon Experiment". Em declarações à imprensa, Coréon Dú disse estar feliz pela aderência do público ao seu CD, especialmente por ser o primeiro. “Espero continuar a servir o público com o meu trabalho artístico”, asseverou.   

 

O cantor indicou que fez as canções de forma orgânica, com fusões de músicas de vários estilos que o influenciaram, especialmente angolanas com diversos elementos e vários ciclos de pop e música moderna.

 


“As músicas são grande parte de concepção minha, outras concebidas em parceria. Inspirei-me na vida e nos vários elementos do dia-a-dia, porque eu acho que não há inspiração melhor que a vida”, explicou.

 

Coréon Dú disse ser feito recurso das línguas que fazem parte da sua vida para compor as suas letras, designadamente o português (maioritariamente), inglês, uma música em kikongo e outra em espanhol.

 

A obra “The Coréon Experiment" foi produzida por Luiz Brasil e gravada em Angola, Brasil e Portugal, com participação especial das vocalistas Irina (Angola), Luciana Abreu (Portugal) e Márcia Castro (Brasil).

 

Coréon Dú é apaixonado pela música desde a infância.

 

Descobriu a veia musical aos 13 anos e deu os primeiros passos participando em musicais durante o ensino médio, onde foi solista nos últimos dois anos.

 

Foi na mesma altura membro do coro escolar.

 

Durante o seu curso de comunicação social e gestão, foi introduzido à técnica clássica no coro universitário da Loyola Univeristy, New Orleans, nos EUA, com uma breve passagem pelo coro gospel da mesma universidade, como segundo tenor.


Desde 2001, Coréon Dú dedica-se a vários projectos criativos ligados ao teatro, televisão, música e dança, na qualidade de produtor, e à moda como designer e director criativo.

 

Em 2007 centrou a sua atenção na principal paixão: a música.


Foi nessa altura que começou a escrever e compor as canções para este seu primeiro álbum.


O CD tem quinze faixas musicais, dentre as quais “Dancefloor”, “ Ilha”, “Serpente”, “ Kibolobolo JazzDuro”, “Me You and Your Girlfriend” e “ My Heart”.


Para a concepção do disco, Coréon Dú contou com a colaboração de outros músicos conceituados, com destaque para André Mingas, a dupla Filipe Mukenga e Filipe Zau, DJ Manya, Matias Damásio, Simmons Massini, Wyza, Heavy C e Jeff Brown.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: