Lisboa - António Manuel “Jojó”,  realizador e apresentador do programa Njango da Radio Despertar selou recentemente um contracto  com a Radio Mais afecta ao grupo Media Nova, que o agora o tem para um programa de humor semelhante ao que vinha fazendo. O contrato  teria sido inicialmente assinado  para o período de  um ano tendo o mesmo avançando com a contraposta para um acordo de tempo indeterminado ao qual foi aceite.


Fonte: Club-k.net


Os contactos com entre António Manuel “Jojó”  e Radio Mais iniciaram  em Outubro passado  antes do incidente que resultou no seu esfaqueamento por desconhecidos em Viana. Na altura, o mesmo optara por manter o assunto em sigilo para que os contactos não fossem alvo de eventuais interferências. Teria igualmente tido um contacto com Luis de Matos, Director Nacional de Comunicação de Angola que lhe mostrara disponibilidade em acomodar na RNA os  quadros da Emissora comercial  Despertar.


A Radio Despertar ao qual o humorista se destacou não foi informada sobre a saída do mesmo. Num programa ido ao ar despediu-se dos ouvintes alegando que se ausentaria para uma suposta viagem.  Com António Manuel “Jojó” terá se juntado, um técnico de som Marito Fikila.


Recentemente a VOA e igualmente alguns  jornais privados em Luanda noticiariam que a Radio Despertar estava a enfrentar problemas internos consubstanciado no atraso de salários e de alegada desconsideração contra os trabalhadores. Um grupo ligado ao núcleo de sindicatos foi ou encontra-se suspenso por suposto protesto dos seus filiados.  Em paralelo, circularam nos últimos dias informações alegando que um conjunto de trabalhadores admite avançar com um processo para  indiminização  quanto aos respectivos  salários em atraso.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: