Em Angola a liberdade de expressão é um facto

Os Angolanos de bem nunca quiseram esta guerra atroz fratricida que nos foi imposta pelas os grandes capitalistas, ávidos em explorarem as nossas riquezas. Os nossos irmãos da UNITA deveriam pensar em pedir desculpas ao povo Angola pelas alianças feitas com os mentores do regime cegregacionista da Africa do Sul. 

Louvamos a intervenção que teve o Sr. WT para que o entendimento do Kuaungo fosse uma realidade, temos também conhecimento de que foi ele quem manteve o primeiro contacto com o outro lado. E que os seus patrões em Washington logo que tiveram conhecimento dos contactos viabilizaram os encontros. “Há mesmo quem diz que foi a CIA quem permitiu que houvesse intervenção do comunicador do Mackenzie nas do Sr. WT, ou seja foi uma acção premeditada dos Americanos.” Mas isso não tira mérito ao Sr. WT.
 
O que me espanta aqui, são os excertos da biografia do Sr. WT como pode ter sido antigo combatente, se os que lá estavam depois de termos feito pesquisas e termos colhidos vários depoimentos, ninguém se lembra de o ter visto por lá este Senhor.

Como pode ter acontecido a prisão deste Sr. Na intentona do 27 de Maio se ninguém o viu nas cadeias da QUIBALA, porque muitos dos chamados fraccionistas, que se encontravam presos nesta região foram para Benguela. E ninguém foi obrigado a ir viver para uma determinada região, a escolha foi pessoal, cada um foi ali onde pensou ter parentes. Temos vários exemplos que podemos citar. Por isso, senhor William Tonet, deixa de ser mentiroso.

Como pode ser possível que um homem como o senhor que manteve contactos telefónico, quando quis e sempre que fosse necessário com Engenheiro José Eduardo dos Santos com o Doutor Jonas Savimbi guerrilheiro matador. Hoje fica ai bajulando reconhecimento.
- E depois dizem que são os militantes do MPLA que vivem bajulando as autoridades; ou acaso, o Jornal que o senhor tem como propriedade não é uma típica aquisição de um produto vindo da bajulação; onde o senhor encontrou tanto dinheiro e tanta sorte para montar um Jornal?
O senhor quer ser recompensado ou agradecido pelo que fez. A pergunta é: quantos ex-combatentes, tanto das ex-FALAs como das  ex-FAPLAs têm uma propriedade como o senhor tem?

  Quer saber a verdade!? E é o que todos já sabem. O senhor foi usado como um simples tradutor nessas ditas conversações para se manter a paz. E quem diz isso são os próprios Kwachas que chegaram até te conhecer do outro lado. Quem fez o trabalho foram os patrões, e todos nós sabemos quem são.

Como o autor destas linhas, muitos Angolanos os seus progenitores são oriundos de diferentes províncias desta imensa Angola, ou seja a mãe do Cunene, o pai do Uige e os filhos de Malange. Estes nunca podem ser oriundos da terra dos pais mais sim dali onde nasceram. É a primeira vez que oiço dizer que o Sr. WT é sulano a não ser que seja por opção. Até porque a sua origem paterna é de um indivíduo de raça branca de origem Belga, ou seja o pai do seu pai, dai a origem do nome TONET. Mais, como é obvio melhor do que ninguém sabe o Sr. WT digo Guilherme da sua origem.

Faz-me muita confusão a idade do Sr. WT. Com quantos anos de idade esteve nos maquis do MPLA para se considerar antigo combatente? Com quantos anos de idade esteve nas FAPLAs, em que frente andou, em que unidade pertenceu, ou foi ODP? Quantos anos tinha quando ingressou na TPA para exercer cargos de grande responsabilidade. Qual era a sua idade quando decidiu imigrar e assim trabalhar para as maiores estações de rádio, televisão e jornais de Portugal, é bem sabido por todos quão rigorosos eles são para admitirem pessoal nestes ramos quanto mais africanos de raça negra. Isso prova que o senhor é um mentiroso.

De facto respeitamos a trajectória revolucionária e profissional do Sr.WT, mas para ter reconhecimento a nível da nação terá que se organizar e revendicar apresentando dados sérios que não sejam suspeitos, dados que levam as pessoas a não duvidarem da sua veracidade.

Aceitamos o seu ponto de vista sobre a situação do MPLA, mas não corroboramos com eles. É muito natural que um partido do tamanho do MPLA tenha no seu seio correntes divergente. Mas não podemos confundir opiniões diferentes com fragmentação, existe uma disparidade imensa entre os dois termos Sr.WT. a não ser que a existência de fragmentação no seio do MPLA seja sua estratégia para dividir o partido para melhor impor os seus intentos malévolos, cuja esta auto-entrevista serviu para anunciar ao mundo, e de preparação da opinião pública nacional e internacional de tal existência. Fique sabendo caso seja esta a sua intenção que os verdadeiros militantes não vão aceitar tais intentos.  

Também somos antigos combatentes, tivemos a nossa participação na luta de libertação nacional, devido a nossa pouca idade naquela altura tivemos uma participação modesta. Sofremos as vicissitudes do processo. Tivemos uma participação mais audaciosa na segunda guerra, com maior predominância, estivemos em quase todas as províncias. Louvamos todos aqueles que deram o seu contributo para que a guerra terminasse, porque não era uma guerra nossa era alheia. Devemos reconhecer o papel do Sr.WT e de todos aqueles que deram o seu contributo para que a paz fosse uma realidade em Angola.

Como em Angola a liberdade de expressão é um facto, apesar de os tugas dizerem ao contrário, aconselhamos o Sr. WT e seus andarilhos formarem um partido político e deixar o MPLA em paz.

* Nelo de Carvalho & Dino Cassulo
Fonte:
www.a-patria.net



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: