Lisboa – A actual   administração da Endiama (holding) terá sido  aconselhada por um conselho de  técnicos a declarar falencia  na sua sucursal  Pesquisa e prospecção (Endiama P&P) para retardar o  passivo herdado do antigo conselho de administração liderado pelo economista, Arnaldo Calado (na foto). 
 

Fonte: Club-k.net

 Exploração do Cuango  cedida a Sindika Dukolo

No seguimento de reajustamentos do processo de gestão, a  actual direcção conduzida pelo PCA Carlos Sumbula criou inicialmente  uma comissão de gestão, agora  substituída  por uma outra de liquidação. Há ausência de seis meses de salários é internamente justificada como estando a aguardar por pareceres da nova comissão  que acompanha a empresa. 


 
A crise que acompanha as empresas diamantíferas ligadas  a Endiama  está  associada  a esquemas ou facilidades  que eram do proveito  dos membros do Conselho de Administração da “era Calado”. A quando a constituição da Sodiam China, os gestores terão criado um esquema de distribuição de  USD 800.000 em que cada  administrador através de uma subida salarial ficava  com USD 80 000. O esquema tinha a cabeça um alto funcionário,  Mario Gomes.
 
 

De acordo com, o que circula em, meios conhecedores do assunto,  o facto chegou ao conhecimento do Chefe do executivo  e este terá aludido a reversão da situação que  nos pareceres internos, terá sido a “gota de água” para a destituição do Conselho de Administração presidido  por Calado. Teriam sido igualmente observados que naquela altura, cada administrador da Endiama Holding  acumulava a gestão de sete projectos e ao fim de cada  mês recebiam o bônus de USD 10 000, por cada  projecto. Isto é recebiam  mensalmente USD 70 000, mais os bônus, salários normais. O conselho de administração cessante chegava a  consumir, por mês,  cerca de 1 milhão de dólares em salários.
 

Outros factos elucidativo  de anomalias encontradas


 
- A Endiama  P&P detinha direito  de exploração do Cuango Internacional mas a mesma foi retirada e cedida para o empresário Sindica Dokolo, casado com Isabel dos Santos


 
- Venda a preços muitos baixos dos lotes de diamantes. Os que equivalem a 1 milhão de dólares podem ou podiam ser vendidos a USD 300 000. As compras por sua vez são por convites a três o quatro  empresas que apresentam propostas.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: