Huambo - O edifício onde pela primeira vez deverá funcionar a Universidade José Eduardo dos Santos no Huambo está a desabar. A História parece seguir o itinerário do hospital Geral de Luanda, só que no Huambo o empreiteiro não foi chinês, porém brasileiro.


Fonte: Club-k.net


Os "caras" não se importaram com a qualidade dos materiais utilizados e sem mesmo as aulas terem começado já são visíveis as fissuras. O gigante universitário, baptizado com o nome do actual Presidente da República foi recentemente inaugurado pelo Ministro da Reinserção social, João Baptista Kusumua.

 

Uma fonte local garantiu que o Governo decidiu que os edifícios, aparentemente bonitos não deviam servir o fim para o qual foram construídos que era albergar crianças desprotegidas do Huambo. "Foi nessa condição que o ministro Kusuma esteve aqui. Esse acto tinha enchidos os habitantes do planalto central de muita esperança, mas foi sol de pouca dura. Dois meses depois de inaugurado o complexo transformou-se em universidade sem ser inspeccionado", disse Lutero Bongue, cujo filho mais jovem se prepara para frequentar o primeiro ano na universidade José Eduardo dos Santos.

 

Bongue disse recear que o edifício desabe quando começar a receber o peso dos estudantes. Falando na língual local umbundo disse: "Cociwacamuele. Ecikuyakuenda olondongesiticikapiala?" o que traduzido significa: Esta a desabar por si. Quando chegarem os estudantes será pior.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: