ngola era a campeã em título.

Na partida da final, no estádio do Maracanã, Portugal conquistou a medalha de ouro ao vencer Guine Bissau, por 1-0. Por Angola ficou sem medalhar, além do futebol, o basquetebol feminino, o voleibol masculino e o ténis feminino.

Quanto às restantes modalidades com que o país se faz representar no evento dedicado a jovens com até 16 anos de idade, o ténis masculino garantiu sexta-feira a medalha de prata, devido à derrota na final com o Brasil, por 0-2 (parciais de 1-6 e 2-6). Assim, o combinado nacional, liderado por Carlos Capitango, iguala o feito da edição anterior, realizada em Angola em 2005.

Com a medalha do ténis, a "safra" de Angola cifrou-se em nove no total, designadamente três medalhas de ouro, duas obtidas pelo desporto adaptado na classe de deficiente visual por Esperança Gicaso, nos 100 e 200 metros.

A terceira medalha de ouro foi conquistada igualmente através dos paralímpicos por Maria Gomes nos 400 metros. A mesma atleta arrebatou a medalha de prata nos 100 metros. Angola conseguiu uma medalha de prata no andebol masculino, ao perder a final diante de Portugal, por 16-24.

O voleibol feminino conquistou o bronze ao vencer sexta-feira a Guiné-Bissau, por 2-0, à semelhança do desporto adaptado, por Sílvio Januário, com uma nos 100 metros e outra nos 200.

Com um total de nove medalhas conquistadas, Angola classificou-se na segunda posição no quadro geral. Portugal ficou com um total de 15 no topo.

Fonte Angop



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: