Líbia - A braços com uma revolta popular que ameaça derrubar o líder líbio Muammar Khadafi, o regime de Trípoli anunciou hoje uma série de medidas económicas, incluindo aumentos muito significativos dos salários e subsídios sociais.


Fonte: Publico


Cada família líbia irá receber cerca de 500 dinares líbios (quase 290 euros) para “ajudar a cobrir o aumento dos preços dos alimentos” e os salários de algumas categorias de funcionários públicos vão “aumentar em 150 por cento”, precisa a televisão estatal líbia esta manhã.


À parte este anúncio, feito ao 11º dia da revolta popular no país, a televisão líbia continua a mostrar imagens de manifestações de apoio a Khadafi e reportagens de elevado teor patriótico, quando o movimento de revolta assumiu controlo já desde ontem de extensa parte do território – praticamente toda a zona oriental e também muitas cidades ocidentais – e promete hoje uma “marcha sobre Trípoli”.


A capital líbia encontra-se virtualmente fechada há mais de 24 horas, com um cordão de postos militares posicionados nos subúrbios da cidade e centenas de veículos militares e mercenários a soldo do regime patrulham as ruas, mergulhadas no silêncio e com as suas populações civis fechadas em terror nas suas casas.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: