Luanda - O Vice-Presidente do MPLA, Roberto de Almeida, não  cumprimentou  o  Presidente da UNITA,  Isaías Samakuva, a margem de um culto especial  realizado  pela Igreja Metodista Unida de Angola, este domingo, em Luanda,  em comemoração dos seus 126 anos de existência em Angola.


Fonte: Club-k.net

Reservas partidárias afectam regras de boa educação

Ambos faziam parte das individualidades VIP, convidadas para assinalar a efemérides. Convidado a ter a palavra, Roberto de Almeida foi aplaudido pela multidão de fiéis metodistas e disse que reconhecia o papel desta Igreja no desenvolvimento de Angola, apelando à paz e solidariedade tendo entretanto, “esquecido”  no seu breve discurso cumprimentar o seu adversário político.

 

Por sua vez,  Isaías Samakuva que também foi lhe dado a palavra,  para um breve discurso, cumprimentou  os Bispos da Igreja Metodista e da Igreja Católica, tendo estendido os seus cumprimentos ao  Vice-Presidente do MPLA, Roberto de Almeida e a Vice - governadora de Luanda, Carla Ribeiro.

 

O facto, encarado como  “de maior realce”,  foi o  aplauso que os metodistas prestaram a Isaías Samakuva, que foi  expressivo e de maior intensidade do que o feito ao Roberto de Almeida, ao vê-lo cantar emocionado para os presentes uma notabilizada musica desta congregação religiosa com o seguinte teor:

 

Amiko. Voci tu endi
Kuli ovaima a lova
Akuaku ungula, kuosi wu kasi
Ko ka tatali. Votoki lombili

 

Amiko. Amiko
Lomue ka ka lende
Amiko. Amiko
Ocinyi ca tu tuila


De recordar que a Igreja Metodista em Angola foi uma das principais responsáveis pela educação religiosa de muitos dirigentes políticos no país. Os três lideres históricos (Neto, Savimbi e Holden)  que subscreveram os acordos para independência de Angola eram originários desta congregação com realce a Agostinho Neto cujo pai foi pastor Metodista. 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: