Luanda - O presidente do Conselho de Administração do Banco de Poupança e Crédito (BPC), Paixão Júnior, afirmou  em Luanda, que o momento actual é de grandes responsabilidades para os bancos dotarem de conhecimentos actualizados os seus quadros e colaboradores.


Fonte: Angop/Ecclesia


Segundo Angop o gestor prestou essas declarações na abertura da 2ª Conferência para Formação de Profissionais de Recursos Humanos de Bancos Africanos em Desenvolvimento e Instituições Financeiras, sob o tema "Reforço da Parceria da Disponibilização de Capitais pelas Instituições Financeiras de Desenvolvimento (DFI)".

 

Segundo o gestor, cada vez mais a diversificação de produtos bancários e as facilidades decorrentes do uso de tecnologias de informação, entre outros meios, tornam o cliente mais consciente dos seus direitos, assim como apela para mais eficiência e mais atenção as suas necessidades.

 

Para Paixão Júnior, essa constatação pressupõe maior eficiência e eficácia dos serviços bancários, cujos recursos humanos qualificados são a chave para o sucesso, razão pela qual os bancos precisarem de uma permanente adaptação às exigências do momento.  "Para atingir este desiderato, a Associação de Instituições Africanas de Financiamento ao Desenvolvimento (AADFI) gizou um plano de formação periódica para os seus membros e desta vez Angola foi o país escolhido para organizar e acolher tal evento (...)", anunciou.

 

Com o evento, Paixão Júnior disse crer estarem criadas as condições para a conferência capitalizar as performances em recursos humanos, pela aliciante disposição dos painéis em debate, susceptíveis de gerar uma discussão activa e capaz de produzir êxitos impulsionadores da sustentabilidade e desenvolvimento da banca e finanças de África.


Com sede em Abidjan (Côte d'Ivoire), criada em 1975, a Associação de Instituições Africanas de Financiamento ao Desenvolvimento tem como objectivos a promoção do desenvolvimento económico e social, através da cooperação entre os bancos e instituições financeiras africanas.

 

No seu organigrama, a AADFI contempla assembleia-geral, comité executivo, integrado pelo o Banco de Poupança e Crédito em representação da região central, e um secretariado-geral. Com duração de três dias, participam no evento 14 representantes de oito países, como Angola, Tanzânia, Suazilândia, Nigéria, África do Sul e Côte d'Ivoire. 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: