NOTA DE IMPRENSA

Benguela -  Em audiência que concedeu ao embaixador americano acreditado em Angola, o Secretario Provincial da UNITA, Vitorino Nhany, apelou os  Estados Unidos da América a investirem agora na prevenção da fraude eleitoral. Como elemento de sustento do seu apelo referiu que “Para 2012, já foram detectados vestígios de fraude ao nível do Ficheiro Informático Central do Registo Eleitoral” e que “o sistema está viciado, porque permite a emissão de vários cartões, com números diferentes, para a mesma pessoa”.  Nhany apresentou como prova  ao Embaixador cópias de 60 cartões nessas condições”. A revelação destes dados constam numa Nota de Imprensa da UNITA distribuída a comunicação social.

 

Fonte: UNITA

Regime criou sistema que permite a emissão de vários cartões, com números diferentes, para a mesma pessoa

O Secretário Provincial da UNITA, Eng.º Vitorino Nhany, recebeu em audiência o Embaixador dos Estados Unidos da América, Dr. Christopher J. McMullen, que visitou a província de Benguela no passado dia 9 do corrente.

 

Durante o encontro, o Embaixador americano explicou que pretende ouvir os partidos políticos angolanos para constatar em que medida o povo americano poderá ajudar o povo angolano na construção de uma democracia real, porque os Estados Unidos estão comprometidos com o processo de eleições livres, justas e transparentes não só em Angola como no mundo.

 

O Secretário Provincial da UNITA realçou os seguintes elementos da geografia física, humana e económica de Benguela: a província beneficia apenas de 1,3% do Orçamento nacional, tem cerca de 200,000 crianças fora do sistema de ensino e apenas 8% da população consome água potável. O não aproveitamento do potencial agrícola deve-se à política geral: dos 35 milhões de hectares de terra arável, Angola cultiva apenas 4 milhões de hectares representando a agricultura 3% do seu Produto Interno Bruto.

 

Relativamente à situação política, Vitorino Nhany revelou que a UNITA tem um total de 314.212 membros na província numa população eleitoral de cerca de 800,000 cidadãos. Descreveu de modo suscinto os números relativos à fraude eleitoral de 2008: foram aprovadas 3576 mesas; porém, foram escrutinadas 4657 mesas de voto, o que produziu um total de 284,519 votos fantasmas. Estes votos fantasmas representam 36% dos votos apurados.  

 

Para 2012, já foram detectados vestígios de fraude ao nível do Ficheiro Informático Central do Registo Eleitoral: o sistema está viciado, porque permite a emissão de vários cartões, com números diferentes, para a mesma pessoa. Nhany apresentou ao Embaixador cópias de 60 cartões nessas condições.

 

No final do encontro, Vitorino Nhany realçou que “se os Estados Unidos investirem agora  na prevenção da fraude, não terão necessidade de gastar mais recursos no envio de missões de paz e dos capacetes azuis. Se investirem agora na democratização de Angola, a produção do petróleo não irá parar porque não haverá conflitos pós eleitorais.”  “A melhor forma de se defender os interesses dos Estados Unidos em Angola é ajudar os angolanos na construção de instituições democráticas fortes, e não apoiar ou legitimar homens fortes”, afirmou o dirigente da UNITA.

 

Por sua vez, o Embaixador americano afirmou aos jornalistas presentes que “a UNITA joga um papel muito importante na política de Angola e é uma força imprescindível na democratização do País.” Disse que se sentiu feliz por ter sido informado sobre o ambiente sócio – económico da Província de Benguela.

  

Benguela, aos 10 de Maio de 2011

 

O Secretariado Provincial da UNITA



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: