Luanda - Manuel Marcos foi expulso da Clinica Meditex onde estava internado desde o dia 27 do corrente mês. De acordo com a vítima, no dia do internamento foi-lhe soliciatdo um valor de 1500 USD que o permitiria permanecer durante quatro dias na referida clínica. Passados três dias, foi contactado pela área de financas, por meio da senhora Eunice que solicitou o acréscimo de mais 200 USD pela cama, dizendo que o valor que pagou incialmente não previa a  cama.


Fonte: Club-k.net


O paciente discordo porque no acordo inicial não estava previsto acrescimo. Diante daquela situacão a área financeira fez questão de retira-lo do soro e lanca-lo para fora da clínica na rua da amargura sem saber o que fazer com o seu estado de saúde.


De acordo com a lei que regula o funcionamento das clínicas, mesmo no caso em que o paciente não tem dinheiro são obrigados a cuida-lo em nome da vida. Por outro lado, a clínica violou a Constituição e os intrmumentos interancionais dos Direitos Humanos, da ONU ( DHD, Pacto internacional dos Direitos económicos e sociais) e da União Africana ( Carta Africana de Banjul, etc.).


Diante desta situacão, o apciente pode recorrer a justiça para que se possa responsabilizar civilmente a Clínica Meditex ou crimimal se o estado de saúde do paciente se agravar. 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: