Existe dois MPLAs: Verdadeiro & encardido

Analisemos friamente essa acusação que considero grave. Desde que acompanho o club-k já li artigos de muita gente boa dentre as quais destaco: Benedito Cangeno, Archer Mangueira, Camilo Afonso, Jorge Macedo, Inocência Mata, Celso Malavoloneque (Fazer dinheiro já é assim?), Alexandre Coutinho, Manuel Lotutala, Tó Bragança, César Silveira, A. De Andrade, Sousa Jamba, Mateus Kisekula, Joaquim António, Jorge Eurico, Joaquim António, Kanzala Filho, José Gama (A pátria ao estilo de Picasso), Jorge Eduardo da Costa Oliveira, Abraão Dias, Ana Faria, José Santana, Vicente Pinto de Andrade, Orlando Ferraz, Ernesto Mulato, Pedro Seke, João Pinto, Tandala Francisco, Marita Santos, Belarmino Van-Dúnem, Reis Luís “Mbwango” “Nós e a doutormania”, Ghadt Kutesa “Corruptos e corruptores”, José Maria Huambo, “Os donos da bola”, Pedro Veloso “Muxima Wami”  autor do artigo “Em conversa com o puto Chimbito”, André N’sungani, Pedro Wankunku, Walter Luís, Jardo Muekalia, Alcides Sakala, Joffre Justino, N’santuan Kimbiri, Manuel Chiwale, Rafael Marques, Carlos Pacheco, José Eduardo Agualusa, Gustavo Costa, T. Pissaro, Paulo de Carvalho, Eugênio Costa Almeida, J. K. Ticonenco, Paulina Frazão e a entrevista que fez com Celso Malavoloneque, B.S.Santos, Feliciano Filho, Feliciano de Carvalho Loa, Lourenço Bento, Dani Costa,  Osvaldo S. Rodrigues (Eu preferia vir ao mundo como um cão Holandês), Paulina da Costa Neto, Walter P. Leite, João Gordo, P. Garcia e J&J, vamos parar por aqui porque a lista é grande.  Eu pergunto: publicar artigos desses notáveis é, por ventura, promover burros?  Inclusive esses artigos são reproduzidos em muitos sites e blogues como Angola Xyami (Angola Mina terra), Uaue, Geopolítica e outros.

Para mim, existe dois MPLAs. O primeiro é o verdadeiro. Aquele que lutou pela libertação. Aquele que pregava que a “exploração do homem pelo homem acabaria em Angola”. E graças a esse MPLA que muitas coisas ainda funcionam, porque depois apareceu um Mpla encardido, corrupto, cujos membros se consideram angolanos de primeira categoria e os outros a paisagem; esse Mpla que desrespeita a tudo e durante os 33 anos só produziu anomalias na administração. É um pessoal que só luta para ser chefe, mas detesta administrar. Agora com a campanha eleitoral se deram conta de que serão nocauteados. Agora querem exportar a discussão à internet. Ainda há pessoas que acreditam que esse partido é o mais seguro para dirigir o país.

Hoje vou ter uma “conversa com esse puto Kizaka”. Aproveitemos a oportunidade para fazermos um balanço do club-k.net.

Antes de qualquer consideração, devo dizer que Kizaka fez um artigo de opinião trágico. Deu bode!. Aliás, na sua origem, no grego, a palavra tragédia significa “o canto do bode”. Qualquer um que ler as obras como: dezoito de Eurípides, sete tragédias de Ésquilo e sete de Sófocles vai confirmar isso.

Sempre que leio um artigo de opinião assinado por alguém que sonha se notabilizar no regime do MPLA, começo logo a procurar “o canto do bode”.  (Muitas vezes a própria pessoas não tem consciência disso, mas Freud explica). Os bodes com os sátiros são sempre associados ao culto de Zedú. Isso já está virando um gênero literário angolano.

Agora é assim: qualquer comuna que quer ser alguém, se for jogador, por exemplo, basta marcar um golaço e correr até onde estiver um repórter da Rádio ou televisão e torcer para que lhe façam aquela pergunta mágica: “para quem você vai dedicar esta vitória? “.  Em vez de dedicá-lo à esposa, filho ou àqueles companheiros de caminhada, é só dedicá-lo ao Presidente. Pronto. Sucesso garantido. Sai candidato na certa e bem colocado na lista da candidatos às próximas eleições..

Isso já está virar um coro que não tem mais tenor nem baixo. Tem gente que se esforça, que faz tudo para ganhar visibilidade, grita mais alto ou gesticula mais, enfim. Dá até vontade de falar “ por que não te calas?” Infelizmente, muitas vezes dá resultado. Basta ver aquele refogado da lista dos candidatos do MPLA, cujo “politburo” trocou seis por meia dúzia como se isso fosse eliminar corruptos ou então renovar em 45%, como o Golias prometera fazer no início do ano. Lembram?

Ainda sobre a lista, os nomes que poderiam nos dar uma pequena esperança do tamanho de dedo não entraram nem figuram como suplentes. Só puxa-sacos ou então os que possuem “on job training” ou aqueles de sempre, que só ficam lá para só conjugar o verbo “encher” e levantar as mãos para votação. Vamos deixar isso de lado. Vou comentar o artigo desse pobre candidato aspirante a “puxa-saco”.

É muita prepotência chamar burros e mal-criados angolanos que divergem das doutrinas corruptas do MPLA. Aliás, isso não me assusta, porque é típico do elemento encardido; daquele que não possuiu berço nem lar ou seja, não possui educação, pode até possuir instrução, mas não educação; porque aquele que teve o berço aprendeu a respeitar aos outros.

O que me alegra é saber que as eleições estão aí. As mudanças estão chegando. Precisamos aposentar esse governo de oligarquias arrogantes. Está a chegar o momento que nos permitirá a colocação do país no trilho certo. As perspectivas não são boas para os governistas, esses sanguessugas que nos 33 anos (11+11+11 anos, não é pouca coisa) de independência só transmitiram febre maculosa.

Durante esse tempo voaram tão distante que não escutavam o clamor do povo. Falavam em democracia mas não a exerceram. Se enriqueceram, mas não são felizes. Basta olhar nos rostos deles. Dividiram o país em capitanias particulares. Cada um pegou o naco que podia e ainda desfilam suas vaidades como se eles fossem os tais, os mais inteligentes e os outros os burros. E ainda há pessoas que os admiram, em vez de ter dó, em vez de desprezá-los. Instauraram uma democracia de exclusão e conseguiram. Aliás comeram a idéia de democracia.  Foi um fascismo disfarçado puro.

Mesmo assim, eles se acham que são a resposta dos problemas do país. É um governo desorientado e imutável. Está engessado. As mesmas pessoas 33 anos. Muitos foram inclusive nomeados por Neto. Se Agostinho Neto ressuscitasse hoje e dirigisse uma reunião ministerial se sentiria à vontade. Não precisaria perguntar o nome de ninguém.
 – Olá camarada Kundi Paihama, tudo bem?
–  Olá Camarada Desidério, o que faz agora?
– Ainda estou nos petróleos.
– O quê? Você está brincando...
– Quem é o Ministro da Cultura?
– É o Boa...
– Fala sério.

O que ele faria: naturalmente ele pediria para morrer de novo de tanta vergonha.

Ou seja, o governo que temos aí é uma simulação de governo. Finge que governa. O pessoal está mais preocupado com negociatas que em governar. Agora ficam batendo portas das igrejas para dão migalhas em troca de votos na tentativa de evitar uma derrota vergonhosa e exemplar. Outro dia um deputado do Mpla, que humilha os honestos, na maior cara dura disse que o “Mpla, que teme as eleições como o Diabo da cruz, não estava preparado para deixar o poder e se perdesse a eleição a terra tremeria”.

Isso mostra o desespero dessa gentalha que não está preparada para a convivência política. Ainda, a poucos dias das eleições, estão a ameaçar as ONGs, a limitar a movimentação de Diplomatas. Que democracia é essa? Esses demônios durante 33 anos se organizaram para impedir o progresso de Angola. (Sinto saudades do MPLA dos meus tempos da OPA, dos verdadeiros nacionalistas!).

Em Angola a coisa está a chegar num ponto estranho: o certo é errado e o errado é o certo. Partido é corrupto, não querem largar o poder, todos reconhecem isso, mas ainda alguns acham que é o melhor partido que se tem, que garante o bem estar do povo angolano. Isso é que é gostar de Angola!. Até um míope vê isso, sem precisar usar óculos. Se alguém disser que o poeta do MPLA é medíocre, todos começam a chorar.  O Complexo de superioridade é tão grande que se falarmos em racismo, tribalismo e regionalismo, isso é para os outros partidos. O MPLA não. Mas para nomear embaixadores, por exemplo, 80% nomeados pelo MPLA são provenientes de três províncias angolanas. Das 60 pessoas mais ricas de Angola... nem se fala. Isso não é tribalismo.

Voltemos ao nosso assunto. Primeiro gostaria dizer que escrever artigos de opinião e depois ganhar indicação a candidato isso só é privilégio de João Melo. Muitos estão a secar por aí.  Raphael Kizaka faria uma boa jogada se procurasse uma equipe de futebol e ser atacante ou então a cada artigo de opinião que fizer passar a dedicá-lo ao ocupante em exercício da presidência.

Afirmar que o club-k promove burros e mal-criados, isso mostra o desespero de um infeliz cidadão que quer ser chefe a qualquer custo. Até onde sei, o Club-k promove José Ribeiro, diretor do Jornal de Angola, Nelo de Carvalho, João Melo, deputado do Mpla, Mutaipi Vene, Daniel Veloso Álvaro, Thizé dos Santos Pêgo e outros. Agora começou a promover esse tal de Raphael Kizaka. Não creio que o club-k esteja promovendo burros e mal-criados, ou então eu não sabia disso!.

Diferentemente do club-k, no Jornal de Angola são sempre as mesmas pessoas que são promovidas. Aquelas que falam bem do poderoso. E não é por isso que nós os outros consideramos isso de promoção de burros. Gostaria muito que Senhor Raphael Kizaka também enviasse um artigo de opinião para ser publicado no Jornal de Angola que começasse assim: "administradores deste jornal, estão a quilômetros do jornalismo isento, e ao promoverem os burros e os malcriados, tornam-se piores que eles"

Club-k é lugar de convergência de muitos angolanos amantes da paz e do progresso do país. É um oásis. É uma trincheira de moralidade, de decência, de respeito e humildade e radicalmente contra a burrice e obscurantismo. Eles são tão humildes que publicaram a Kizaca. É bom lembrar que a democracia se exerce com a manifestação da oposição.  Eu também aprendo com outros artigos. Nunca o club-k retirou meus comentários e acredito que nem do Kabazuka. Se há poucos comentários a favor do MPLA é que muitos não têm argumentos para tantos fatos.

Não vou julgar o Club-k se faz ou não bom jornalismo, jornalismo isento ou não só por não ter noticiado o lançamento da TPA internacional. Grande acontecimento! Chegada do homem à lua pelo Sputnik ou melhor “Thipego”  (Falando mesmo sério, isso é mais importante que saúde, educação, por exemplo?).

Isso mostra que nossa auto-estima anda muito baixa. Isso explica o fato do presidente inaugurar tudo que aparece. Precisa que alguma coisa seja feita para aparecer. Eu já vi uma obra ser inaugurada infinitas vezes. Inauguração no ato da compra do terreno. Inauguração da retirada do lixão.  “Inauguração” do lançamento da primeira pedra. Inauguração para a colocação do teto, e assim por diante.  É muito difícil encontrarmos algum governante por aí. Entretanto, qualquer escola sem teto que resolver outorgar o título “doutor honoris causa”, aí une a fome e vontade de comer. É um pulo.

Angolano deve voltar-se mais em livros e não em telas de televisão. Isso não dá futuro a ninguém. Televisão é pior que um cão que morde o seu próprio rabo. É por isso que em Angola a história vai muito devagar.

Depois de tudo termino rogando algumas maldições a essa gentalha que acha que recebeu procuração divina para faz de Angola aquilo que bem quiser e levar o país ao caos. Hoje, nas olimpíadas de tudo que não presta o país só recebe medalhas de ouro.  É o Michael Phelps. 

Maldito sejais vós que sois vergonha do país, que pensais que sois o sal de Angola. Maldita seja a riqueza que está em vosso poder, nas vossas contas, que não foi fruto do vosso suor, aquela que deveria prover o pão e escola do pobre e o desenvolvimento do país. Que esse dinheiro não vos traga felicidade, seus ladrões, sem vergonhas, sanguessugas, vagabundos, inimigos do povo. Que esse dinheiro desapareça numa velocidade exponencial ao seu aparecimento. Que esse dinheiro usurpado só vos deixe ressuscitar na segunda ressurreição e vos atraia para o inferno e lá disputem os melhores cargos vitaliciamente. Que os vossos sócios vos passem para trás.

Recaia sobre vós, não sete, mas setenta vezes sete aquelas maldições que recaíram no Egito.  Que sejais o orgulho do Diabo e de seus demônios. Que vossa vida esteja cheia de desgraça. Que vossos filhos sejam bichas para o vosso desgosto e vossas filhas.... Que vossos filhos sejam mal-criados, orgulhosos e não consigam bom desempenho escolar. Que vossos filhos só transitem de classe se derem gasosas aos professores depravados. Que sejam malandros e só dêem péssimo exemplo.

Que a insônia vos acompanhe todos os dias de vossa vida. Que a impotência vos abrace o mais rápido possível para que vossas mulheres vos traiam. Malditos sejam também os puxa-sacos, esse pecado capital, que estimula pessoas a não estudarem e só para apostarem nessa carreira nojenta; que suas barrigas estufem de ar sempre que bajularem.  Maldito também sejam todos que instrumentalizam as leis.

Malditos sejam aquelas pessoas capacitadas para proverem sustentos de suas famílias honestamente mas ficam a vida toda se escondendo atrás do poder para que assim não paguem taxas de água, luz, telefone e sejam alimentadas com dinheiro que deveria ir à mesa dos pobres.

A maldição maior recaia sobre todo aquele que desviou dinheiro público e agora se apresenta ao povo com promessa de que fará algo melhor. Que sua língua seque no ato de falar e fique rouco.  Que sua consciência pese a ponto de ter pesadelos. Que tudo dê certamente errado na vida de qualquer corrupto, pedófilo e àquele que acha que pode fazer qualquer coisa e nunca será descoberto. Que não aproveitem nada desse dinheiro que foi conseguido por peculato.

Que as intrigas vos acompanhe. Que entre vós haja uma traição enquanto viverdes. O sangue de pessoas que morrem de fome por falta de terras para cultivarem, aquelas que lhes foi negada a escola que lhe possibilitaria conseguir bons empregos se entranhe no vinho que vierdes a beber e no leite e café que vierdes tomar.  Que Bob Geldof seja o vosso Advogado em qualquer tribunal que passardes.  Que seja mene, mene, tekel, upharsinados os vossos reinados. Malditos sejais hoje e eternamente.

Artigos relacionados: 

Os administradores do Club-k são burros - Costa Júnior
http://club-k.net/index.php?option=com_content&task=view&id=761&Itemid=30

Professor Gangue, eu agradeço, por não me incluir naquela lista - Nelo de Carvalho
http://club-k.net/index.php?option=com_content&task=view&id=788&Itemid=11

Club-k é radicalmente “anti-mpla” - Raphael Kizaka
http://club-k.net/index.php?option=com_content&task=view&id=765&Itemid=53

O Club-k da voz a todos - Osvaldo S. Rodrigues
http://club-k.net/index.php?option=com_content&task=view&id=769&Itemid=53

Club-k mantenham firme - Ekuikui
http://club-k.net/index.php?option=com_content&task=view&id=772&Itemid=53

* Feliciano J.R. Cangüe
Fonte:
http://cangue.blogspot.com



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: