Paris - A capital de Angola foi considerada, pelo segundo ano consecutivo, a cidade mais cara para expatriados, enquanto que a de Carachi, no Paquistão, é a mais barata, de acordo com estudo segunda-feira divulgado pela empresa de consultoria Mercer.


Fonte: Lusa/Macauhub

A seguir à capital angolana surgem Tóquio, Japão, e N’Djamena, no Chade e com entrada este ano nos primeiros dez lugares encontram-se Singapura, em oitavo lugar e São Paulo, Brasil, que pulou da 21ª posição para a décima.

 

O estudo que analisou 214 cidades, e que tem como referência a cidade de Nova Iorque, é baseado em critérios como custo de habitação, transporte, alimentação, vestuário, entretenimento e eletrodomésticos.


O objetivo do estudo é ajudar os governos e empresas multinacionais a avaliar o montante dos prémios a dar aos seus funcionários que estão em mobilidade internacional.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: