Luanda - A  empresa Cunha Vaz & Associados (CV&A), na voz do seu sócio principal, António Cunha Vaz nega ter tido contacto com a FAF, para avançar com a   gerência do Jogo dos Palancas Negras vs Libéria.


Fonte: Club-k.net


Em  reacção  a informações postas a circular em Luanda que o apresentam como “parte contactada”, o empresário,  António Cunha Vaz explicou ao  Club-K, que “Nnunca tratei qualquer assunto com o Senhor Presidente da Federação. Para além  disso não volto ao mercado Angolano”.


“Estou, legalmente constituído, com escritório e quadros 99% Angolanos, pago impostos em Angola e, repito, não tive qualquer contacto de ninguém sobre semelhante jogo.” disse

 

“Por último informo que alguns dos méritos que me são atribuídos são devidos a empresas que comigo realizaram o projecto CAN 2010 e não a mim ou à minha empresa. Quanto ao Projecto PAPA não fizemos merchandising.” Disse explicando que  “Organizamos de A a Z sob a coordenação do Senhor D Filomeno Vieira Dias e dos coordenadores do Governo de Angola”.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: