Luanda - O Ministério da Cultura por intermédio de Manuel Gonçalves responsável da direção provincial em Luanda proibiu a venda do disco “ditadura da pedra” do musico Brigadeiro 10 Pacotes  por alegadamente conter criticas ao Presidente José Eduardo dos Santos. A revelação vêem expressa num comunicado de imprensa da “Independente Universal Produções” ao qual o Club-k.net estampa na integra.


Fonte: Independente Universal Produções


A Independente Universal Produções em conjunto com o Movimento  da Consciência Revolucionária,  entre  os  quais  o músico  Brigadeiro  10 Pacotes faz parte  e  lidera,  comunica   que   a   Direcção  Provincial  da  Cultura   em  Luanda, impediu,  a  venda  do  disco  “A DITADURA DA PEDRA” de Brigadeiro 10 Pacotes previsto  inicialmente  para  dia 04 de Setembro  e  posterior, dia 16 de Outubro  de 2011 no Parque da Independência em Luanda.

 

Após uma reunião  convocada  de  imediato,  aos membros da Independente  Universal  Produções  e  do  Movimento  da  Consciência Revolucionária, pelo Srº Manuel Gonçalves,  um  dos  mais  altos  funcionários  da  Direcção Provincial  da Cultura,  numa  sessão  que  teve  início  ás  09h30´ com o seu termino 14h00´ na segunda-feira, 12 de Setembro de 2011,  foram submetidos em vários interrogatórios e torturas psicológicas  no intuito de os intimidarem e os desencorajarem. Por último  proibiu - se  de  modo  escrupuloso á venda do disco do músico Brigadeiro 10 Pacotes  no Parque  da  Independência,  alegadamente  por  ´motivos de a sua música  carregar  um  teor  politicamente  forte  com  criticas direitas  ao  MPLA  e o Presidente da República José Eduardo dos Santos´.

 

Nesta conformidade, nós Independente Universal Produções e o Movimento  da Consciência  Revolucionária   condenamos  e  denunciamos  veemente   os entraves  criados  á  Brigadeiro  10 Pacotes, que na posição de músico angolano, tem  os  mesmos  direitos  a  semelhança de outros músicos, de comercializar  no Parque da Independência, o seu produto intelectual.


Ainda  que  se  criam  outras  barreiras  e  intimidações  pelo  regime, com coragem  e  determinação  patriótica,  tudo  se  fará para a publicação desta Obra Discográfica intitulada “A DITADURA DA PEDRA”, no Dia 16 de Outubro de 2011, na  Portaria  da  Rádio  Despertar,  no  município  de  Viana  e da Rádio Ecclésia, simultaneamente.


Convida – se todo o povo de Cabinda ao Cunene, famintos  da  verdade  e vítimas do sistema, a vir e beber desse retroviral anti-regime no qual o partido  da situação tanto teme pela sua divulgação!


Luanda, aos 16 de Setembro de 2011.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: