Luanda – Na Quarta feira do dia 21.09.2011, as 12.00 horas de Angola, a Polícia Nacional espancou brutalmente na praça pública em Luanda duas zungueiras e tendo levado na esquadra duas outras.

 

Fonte: Club-k.net

Confiscaram os bens das vendedoras

De acordo com uma testemunha  “Todos os dias a policia tem dado corrida as zungueiras que se concentram no São Paulo vendendo tudo por um pouco para sua sobrevivência. E quando os agentes policiais chegam no local batem brutalmente as zungueiras e as vezes a policia prende seus haveres e exigindo somas avultadas  antes de devolver sua mercadoria ou a policia leva para o quartel os negocios dos cidadãos prendidos.”

 

“Hoje, ao chegar na praça como é do habito os policiais iniciaram com a violência, espalhando mercadorias e outras prenderam. Mas como as senhoras não quiseram que suas mercadorias fossem simplesmente confiscadas sem nenhuma base legal ou notificação previa, os cidadãos lesados (zungueiras) protestaram e a policia foi em cima das duas começaram bater com tudo que eles tinham e as demais zungueiras sentiram-se também batidas e pegaram pedras, garrafas, mocas e tudo quanto para sua defesa e atiraram contra o carro da policia e depois a policia abandonou o local e tendo levado com eles uma muda e uma outra senhora que já se encontravam amaradas e ou algemadas em cima do carro.”, disse

 

A testemunha prossegue dizendo que “ postos na Esquadra do Sambizanga  os agentes da policia deram por conta de que uma das senhoras era muda e enquanto as zungueiras preparavam-se para irem atacar a esquadra, alguém alertou a policia do perigo e frustração das zungueiras e acabaram por solta-las segundo informações.”

 

“Nos últimos momentos o povo anda revoltoso e frustrado com o comportamento da policia que busca do seu salário nas ruas prejudicando a sobrevivência das zungueiras e como também do Presidente da Republica em qualificar de bobos, os angolanos segundo interpretações nos seus últimos discursos preferidos nos actos do congresso do MPLA e da inauguração do inicio da construção da vila dos diplomatas no antigo local, praça de Roque Santeiro.”, conclui a fonte que vimos citando.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: