Lisboa - Uma empresa de exportação em Boyds,  nos Estados Unidos da America, identificada por  USA EXPORT COMPANY, INC,  esta a ser levada as barras da justiça naquele país por  incomprimento comerciais  com  uma congênere  baseada em Luanda, neste caso a GJP Lda.


Fonte: Club-k.net


A referida empresa  de prestação tem como dono Carlos Barbosa Paquete “Caló”, um cidadão da Guiné-Bissau (de origem santomense) que no seguimento do  problema judicial que agora observa, terá partido para sua terra natal. Uma firma de advogados, a Smith Lease Goldstein, LLC, mandou enviou ao mesmo uma correspondência a 1 de Setembro dando conta que se no período de 10 dias não devolvesse os valores que deve o assunto teria outro rumo jurídico legal. 

 

A acção judicial  contra  Carlos Paquete esta associada  a uma mercadoria avaliada em  380 mil dólares americanos   ao qual suspeita-se que  terá descaminhado os valores para destino desconhecido. Os valores seriam para compra de viaturas e outros matérias de escritório. O facto de não responder as correspondência da firma de advogado esta a ser interpretado como estando a ignorar o assunto.


Carlos Barbosa Paquete que vive em Maryland, nos arredores de DC teve  a reputação de ajudar a comunidade angolana e é conhecido pela embaixada angolana. Era ele que a dada altura ajudava o malogrado  Valentim Amões,  na compra de viaturas  a partir dos  Estados Unidos. Um antigo colaborador do malogrado VA terá também sido burlado por Carlos Paquete, pelo que se desconhece o desfecho do assunto.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: