Luanda - O conhecido jornalista e deputado da UNITA, Makuta Nkondo, não foi autorizado a visitar ontem, os jovens manifestantes presos na cadeia da Caboxa, nos arredores da cidade de Caxito, província do Bengo.


Fonte: VOA


Makunda Nkondo, que era acompanhado do jornalista, Coque Mukuta, teria sido informado pelos guardas prisionais que a sua visita carecia de uma autorização superior, o que não veio a acontecer até ao fim do período estipulado para a visita aos reclusos.

 

O político e jornalista angolano é conhecido pelas suas críticas abertas ao partido governamental e em particular o seu presidente, José Eduardo dos Santos.

 

O jurista e líder da Associação Justiça Paz e Democracia (AJPD), António Ventura, disse que a atitude das autoridades prisionais do Caxito constitui uma flagrante violação aos direitos humanos.

 

“Não há fundamento legal nem administrativo, a nível da gestão da prisão. Estamos perante a violação do direito à visita dos detidos o que contraria o espírito da própria Constituição”.

 

António Ventura declarou que o posicionamento das autoridades angolanas em relação aos jovens detidos demonstra que os mesmos não são presos de delito comum mas presos políticos.


A pena de 45 dias, aplicada a alguns destes jovens, termina a 18 de Outubro próximo.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: