Lisboa - Fernando Garcia Miala mostra-se dedicado  em avançar com um projecto de parceria com sócios portugueses destinado a erguer uma fabrica de produção de  vinho na província do Kuanza-Sul. O projecto encontra-se numa fase descrita como experimental consubstanciada na viabilidade do    cultivo  local de uvas.


Fonte: Club-k.net

Manuel Vicente  pensa fazer o mesmo

A  fabrica  deverá ser erguida  sua fazenda “Kissute”, que se situa  numa extensão   de 600  hectares  de área  entre  o município  do Sumbe  e a Gabela.


Um  projecto idêntico, esteve a ser idealizado por Manuel Domingos  Vicente, PCA da Sonangol, que também  tem uma fazenda nesta mesma província. A iniciativa de Manuel Vicente  terá observado um abrandamento, em função de experiências que apontaram a   qualidade do terreno  que  é desapropriado  para a plantação  das uvas.

 

A província do Kuanza-Sul é vista como um local atrativo  dos dirigentes angolanos face ao clima convidativo que ai se faz.  Para além  de Manuel Vicente e Fernando Miala, aquela localidade acolhe igualmente uma fazenda pertencente  ao  ministro do interior, Sebastião Martins que se decida  á criação de cavalos. Outros são  José Pedro de Morais Júnior , ex- Ministro das finanças  e Alfredo Mingas “Panda”, actual  embaixador em São Tome que tem interesses  no município da Conda.

 

A  maior fazenda   que a província do Kwanza-Sul  acolhe é associada  ao presidente José Eduardo Santos. Faz fronteira com a fazenda do  general Higino Carneiro. Ao tempo em que este foi ministro das  Obras Pública, foi  mal entendido  porque ao mandar  erguer um aeródromo no seu terreno  teria “violado”, parte do  espaço  da “fazenda presidencial”. Logo a seguir, a Odebrech teria feito um idêntico aeródromo para a fazenda do  presidente.


De todas estas personalidades,   Fernando Miala é quem mais  se desloca   a  província do Kwanza-Sul.  Logo após a sua saída da prisão  instalou-se por algumas semanas na sua fazenda. A sua constante retirada de Luanda  alimentou, a certa altura, especulações de   que estaria a ganhar espaço para  reflexão em torno de um eventual convite para regressar ao regime. É presentemente general no activo, aguardando por uma colocação por parte do CEMGFAA. Enquanto isso  dedica-se aos negócios privados.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: