O presidente de Angola prometeu, no encerramento da campanha eleitoral para as legislativas de sexta-feira, afastar do Governo aqueles que privilegiam os seus interesses pessoais.

Em Kikolo, nos arredores de Luanda, José Eduardo dos Santos  defendeu a necessidade de «mudar a mentalidade das pessoas que põem os interesses pessoais acima dos gerais»

O líder do MPLA mostrou-se ainda a favor de uma reestruturação do Governo que «permita a execução do programa do partido» e de uma «Constituição moderna para reforçar a democracia e o Estado de Direito».

Perante a multidão que na sua maior parte vestia roupa preta e vermelha, as cores de Angola, Eduardo dos Santos afirmou ainda que o grande desafio que o governo angolano tem pela frente «é o combate à fome e à pobreza».

Apesar de a organização ter anunciado que dois milhões de pessoas iriam comparecer no comício de encerramento do partido do governo, a afluência acabou por se quedar por algumas dezenas de milhar de apoiantes do MPLA.

As legislativas de sexta-feira são as primeiras em 16 anos e as segundas desde a independência do país alcançada em 1975.

Fonte: http://tsf.sapo.pt



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: