Huambo – As organizações não governamentais e de direitos humanos sedeadas na província do Huambo já reagiram positivamente as notícias difundidas por este portal sobre a expropriação de terras na zona de Etunda, no planalto central.


Fonte: Club-k.net

camponesa.jpg - 31.76 KbAs reacções das ONG´s do Huambo não se fizeram esperarem a favor dos camponeses com maior destaque para SOS HABITAT, MÃOS LIVRES e outras organizações vocacionadas para manutenção do meio ambiente.


É de recordar que o projecto da construção de residência na Etunda foi chumbado em 2010 por peritos em termos de impacto ambiental. Ainda de acordo com as reacções uma equipa de padres  da igreja católica da qual os nomes preferimos omitir, tem andado pelas comunidades em risco de serem expropriadas distribuindo folhetos  da lei de terras aos camponeses e aconselhando-os a defender suas terras fazendo o uso da  lei e do direito consuetudinário.


“Precisamos despertar o povo sobre os seus direitos há violações serias nas comunidades o governo aproveita-se do analfabetismo,  e do medo das populações com ajuda dos sobas para fazer o que bem entende das terras dos pobres”, disse um dos sacerdotes.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: