Esta informação foi avançada pelo Presidente da CNE, numa conferência de Imprensa de esclarecimentos concedida aos Jornalistas, ao princípio da Tarde de Sexta – feira, 05/09, onde aproveitou a oportunidade para pedir desculpas aos cidadãos angolanos afectados por estes transtornos.

“De facto foram registados alguns atrasos no início do funcionamento das Assembleias de Voto, sobretudo, da Província de Luanda, mas a Comissão Nacional Eleitoral, já está intervir por formas a colmatar estas questões imprevisíveis e garantir a ininterruptibilidade destas estruturas de votação”, frisou o responsável, a Reportagem da TPA.

Caetano de Sousa explicou que estes constrangimentos deveram-se a dificuldades logísticas que envolvem as Comissões Municipais Eleitorais da Província de Luanda, acrescentando que, as Assembleias permanecerão em actividade enquanto existirem cidadãos prontos para votar.

Entretanto, Caetano de Sousa, deixou para o final dos trabalhos do dia, a possibilidade de se complementar o processo de votação num eventual “Segundo dia”.

Fonte: TPA



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: