Luanda – As derrotas humilhantes das selecções nacionais de futebol (frente à selecção da Costa do Marfim), do andebol sénior masculino (durante o campeonato africano realizado ainda este ano) e do basquetebol (no ano transacto) pode contribuir para exoneração, muito brevemente, do actual ministro da Juventude e Desportos, Gonçalves Muandumba.


Fonte: Club-k

Segundo o jornal português O SOL, o titular das pastas da Juventude e Desporto poderá ser substituído pelo antigo embaixador de Angola em Portugal, Rui Mingas (irmão mais velho do malogrado cantor André Mingas), que nos tempos remotos ostentou o mesmo cargo.


A mesma fonte assegura que o nome de Gonçalves Muandumba consta no centro das atenções após a selecção masculina de basquetebol angolana ter perdido o almejado título de campeã africana durante o campeonato continental realizado em 2011. No entanto, especula-se que o Presidente da República, José Eduardo dos Santos, venha indicar – sem qualquer hesitação – o antigo ministro do Desporto, Rui Mingas, na remodelação que está a ser levado a cabo pelo executivo.

Polícia nacional impede jogadores da selecção nacional

de prestar qualquer tipo de declarações à imprensa


Por outro lado, os efectivos da Polícia Nacional (os famosos Ninjas) impediram, logo após a peleja, os jogadores da selecção nacional de prestar declarações à imprensa local, após a derrota (0-2) diante da Côte d’Ivoire, que ditou a eliminação da equipa do CAN2012, co-organizado pela Guiné Equatorial e o Gabão.
 

A zona mista, local para entrevistas aos jogadores, foi preenchida por um aparato policial que, além de escoltar os atletas, os impedia de falar para a comunicação social angolana e não só, tendo o cordão se estendido da saída do balneário à entrada do autocarro em que se dirigiram, no quintal do estádio. 
 

Manucho Gonçalves e Love Cabungula ainda tentaram desabafar com os jornalistas, mas a segurança não os deixou, chegando mesmo um polícia a fechar brutalmente o vidro da janela de Love e outro empurrar Manucho em direcção ao transporte da selecção para não falar, segundo noticiou a única agência angolana.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: