Luanda -  Pelo menos dois jovens foram detidos na última sexta-feira, 3, no municipio do Cacuaco, em Luanda, pela polícia nacional, quando se preparavam realizar uma manifestação contra as más condições de vida e a detenção - descrita como sem fundamento - há três dias  de outros 12 jovens submetidos a um julgamento sumário pelo facto de reivindicarem a fraca distribuição de água potável e energia, naquele município.


Fonte: Club-k.net


Dentre os detidos encontram-se os jovens  António Manuel Capitão (Pimpão) e Joel Gonçaves Júnior (Nzala), irmão do activista cívico, Casimiro Carbono. Notícias dão conta de outros jovens detidos arbitrariamente e severamente espancados pelas forças policiais,  por terem estado  no local onde a manifestação pretendia  ocorrer.


A Polícia foi denunciada por  lançar um líquido nos olhos dos manifestantes que os deixa momentaneamente cegos e tontos. O  camara-man Rui Manuel Salvador,  foi agredido e retiram-lhe o equipamento.  O estudante  Pedro Malembe, um manifestante preso em 3 de Setembro, encontra-se a receber tratamento num Posto de Saúde, devido a brutalidade dos espancamentos.


Entretanto, o presidente do partido Bloco Democrático, Justino Pinto de Andrade, está a vedar esforços para falar com o Comandante Geral da Policia Nacional a fim de pôr fim a brutal repressão.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: