Luanda - Camaradas membros do comité central do MPLA,temos que ter coragem política de debater internamente sem tabus sobre um terceiro mandato do Presidente João Lourenço.

Fonte: Club-k.net

O MPLA é um partido maduro, que conseguiu manter a integridade do País,a união dos angolanos em momentos difíceis e hoje mais do que nunca está preservar as conquistas alcançadas e tem estado a trabalhar para uma Angola melhor.


Não podemos adiar o assunto do terceiro mandato Ad aeternum. Ou só decidirmos lá para frente, quando estiver a faltar alguns meses para eleições gerais como aconteceu com a Frelimo. Seria um erro crasso e grave.

Faço parte dos militantes do MPLA e de angolanos que defendem a permanência do Presidente João Lourenço no poder. Tenho consciência do que isso representa para o País e para o Partido.

Camaradas Membros do Comité Central do Partido, vamos analisar o País com olhos de ver, de forma desapaixonada, franca e aberta. Há dificuldades sim não devemos tapar o sol com a peneira. Em que parte do mundo onde tudo é perfeito?

Não há documentos imutáveis. A Constituição da Republica de Angola aprovada em 2010 que sofreu uma revisão Constitucional parcial e os estatutos do MPLA aprovados em 2021 podem sim ser adaptados a realidade actual. Porque não.


Nos sete anos do mandato do Presidente João Lourenço, apesar das adversidades que a conjuntura lhe impôs, tanto externa como interna manteve-se firme e continuou a fazer aquilo a que se predispôs aquando do início do seu primeiro mandato em 2017. Reformar o País.


Terceiro mandato precisa? Sim é importante,e, é bom para Angola que o actual Presidente da República permaneça a frente dos destinos do País e do partido, para continuar com o trabalho que iniciou em 2017.


Temos defendido e voltamos reafirmar-lo que 10 anos é muito pouco para erguer o país, tirar-o da situação em que se encontra(vá).


Quem começa uma obra,apesar das intempéries que possam surgir durante o seu percurso deve ter a oportunidade de a concluir. Não é aconselhável a meio do caminho mudar-se o comandante do navio antes deste chegar ao seu destino.


Quantos anos o Presidente Kagame está poder? Pode-se falar do Ruanda como se quiser, mas aquele País africano tem os níveis desenvolvimento que tem porque o povo Ruandês não mudou de líder como se tivesse a trocar de camisas. O Presidente Kagame não conseguiria fazer do Ruanda o que é hoje em dez anos. Está a mais 20 anos no poder.


Estamos à dois anos e sete meses para as Eleições Gerais, chegou a hora do MPLA discutir o terceiro mandato para o Presidente João Lourenço.

O facto de termos perdido em 2022 a maioria qualificada que detínhamos na Assembleia Nacional desde 2008, não é um factor impeditivo para que o partido dê passos para uma revisão total da Constituição.


Em política como na vida é preciso fazer concessões. Quem dá espera receber. Terceiro Mandato Precisa-se.

*António Mussumari, Membro do Comité Provincial do MPLA na Lunda-Norte.