Lisboa - Aqui está um pequeno resumo sobre o General José Maria, muito mais se poderia acrescentar a esta mini biografia (publicada recentemente pelo Club-K). Não diz que ele (na altura que se insurgiu contra o exécito português) já era um oficial de patente Alferes.

 

Fonte: Webcache

Esteve quase a ser eliminado no  golpe do 27 de Maio

O  General José Maria na altura que o conheci era o Capitão "Zé Maria", pessoa de extrema educação, ponderado, muito inteligente e amigo de ajudar as pessoas que a ele recorriam, uma pessoa de grande seriedade e em quem se pode confiar, para ele um ser humano é um ser humano independente da sua côr ou credo. Quem trabalhar com ele tem que mostrar seriedade no seu trabalho e que merece a sua confiança.

 

Trabalhei com ele no Ministério da Defesa (com Iko Carreira), no tempo do Dr. Agostinho Neto, na Repartição da C.I. que ele chefiava como Capitão, e tinha também a seu comando o Batalhão de Reconhecimento-tanques e carros blindados-, e quando se deu a tentativa de golpe do 27 de Maio (com Nito Alves), ele mostrou a sua grande coragem lutando pràcticamente sem algum apoio, a não ser do Batalhão Presidencial, que tinha a missão de defender a àrea presidencial, dando caça nas ruas de Luanda aos golpistas que ficaram confusos (isto seria uma história muito longa para ecrever aqui,).

 


O capitão "Zé Maria", na altura, dentro de um tanque do seu Batalhão conseguiu espalhar a confusão no inimigo e, esteve quase a ser eliminado por eles, quando foi albarroado por uma viatura blindada dos golpistas. O General José Maria devia ser condecorado como um Herói Nacional é uma pessoa de grande tenacidade e que não se deixa derrotar fàcilmente, só tenho a dizer bem dele.