Além de João Melo, antigo director geral da Agência Noticiosa de Angola (Angop), foi ainda distinguido, por altura da gala de premiação, o locutor da Rádio Luanda, Amaro Fonseca, com o Prémio Língua Nacional, uma categoria introduzida na presente edição.

O "animador" de serviço do programa "Balumuka" recebeu como prémio cinco mil dólares, o mesmo valor atribuído ao vencedor da categoria de Imagem, Igídio Messu, fotógrafo da Revista Figuras e Negócios.

O troféu de locutor do ano coube a Ana Lemos, que obteve dez mil dólares, fruto do seu discurso interactivo com os telespectadores da TPA.

A jornalista concorreu com Vânia Varela, Estanislau Garcia, Sebastião Lino, todos da RNA, Mário Vaz, Alexandre Cose e Edgar Cunha, da TPA.

A empresa Maboque, organizadora do concurso, atribuiu igualmente a Carlos Henriques (ex-funcionário da TPA) o troféu da categoria Homenagem, avaliado em cinco mil dólares, e uma viatura a Pedro Cardoso, repórter do Novo Jornal, pelo Prémio Revelação.

As menções honrosas da edição 2008 foram atribuídas a Edson Santos, da Rádio Benguela, e Tandala Francisco, do semanário A Capital, que repartiram 25 mil dólares.

A gala de premiação foi animada pelos músicos Elias Dia Kumuezo, Mário Gama, Africanita e Banda, bem como Karina Santos, que encerrou a “festa” de premiação do jornalista mais credenciado do país em 2008, na visão do júri, presidido por Alves António, quadro sénior da Rádio Nacional de Angola.

Fonte: Apostolado



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: