Washington -  A empresa americana de serviços petrolíferos Halliburton é alvo de uma investigação das autoridades nos Estados Unidos, por suspeita de suborno de entidades estrangeiras.


Fonte: VOA


De acordo com o jornal The Wall Street Journal, a empresa confimou que está a responder a uma intimação da Comissão de Valores e Transacções (conhecida nos Estados Unidos como SEC), relativa à possível violação das leis americanas sobre suborno, nas suas operações em Angola.


Documentos apresentados à entidade reguladora dos mercados financeiros indicam que a empresa se reuniu com a SEC e o Ministério da Justiça, no último trimestre de 2011, para os informar de um inquérito interno e providenciar documentos.


A Halliburton disse que entregou "todos os documentos relevantes" em resposta a uma intimação da SEC, no ano passado.


"Ao que nos é dado saber, um dos nossos funcionários também recebeu uma intimação da SEC, relacionada com este assunto", disse a empresa em documentos entregues à entidade reguladora.


Nem aquela entidade nem a Halliburton quiseram comentar o assunto.


Esta não é a primeira vez que a Halliburton, em tempos dirigida pelo ex vice-presidente americano Dick Cheney, tem problemnas devido à violação das leis americanas sobre suborno de entidades estrangeiras.

 

Em Fevereiro de 2009, a empresa e a sua subsidiária Kellogg Brown & Root Inc. pagaram uma multa de 579 milhões de dólares, em resposta a acusações de pagamento de  subornos a governantes da Nigéria. Os pagamentos ocorreram entre 1994 e 2004 e  envolveram outras três empresas, parceiras das americanas num projecto de gás natural.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: