COMUNICADO

Luanda  - Desde o início da semana corrente que chegam à Direcção da UNITA notícias de perseguições, por grupos de marginais, de jovens que participaram na grandiosa manifestação do sábado, dia 19 de Maio.


Estas perseguições ocorrem particularmente nos municípios de Kazenga e do Cuacaco e culminaram, nas últimas 24 horas, com agressões violentas a jovens conhecidos por Muanza, Sozinho, Luamba, Hexplosivo, Tukaiano, Vaz e Mbanza, tendo alguns deles ficado gravemente feridos.


O Secretariado Executivo do Comité Permanente exprime a sua indignação por estes actos terroristas e pela indiferença do Executivo Angolano perante estes actos que não se coadunam com o sistema democrático que Angola adoptou.


Ao mesmo tempo que o Secretariado Executivo do Comité Permanente da Comissão Política da UNITA responsabiliza o Executivo Angolano por todas as consequências resultantes destes actos bárbaros, exige dele uma posição clara sobre estes grupos de marginais que aterrorizam cidadãos pacatos que apenas buscam o exercício dos seus direitos constitucionalmente estabelecidos.


O Secretariado Executivo do Comité Permanente da UNITA exprime a sua solidariedade a todos os jovens angolanos e sobretudo aos constantemente perseguidos e agredidos bem assim como à sua luta democrática por uma Angola melhor.


Luanda, aos 23 de Maio de 2012.-

O SECRETARIADO EXECUTIVO DO COMITÉ PERMANENTE

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: