Luanda – O futebolista brasileiro Rivaldo anunciou nesta segunda-feira, 05, a sua despedida de Angola, onde jogou no último ano ao serviço do Kabuscorp, na sua conta oficial na rede social na Internet Twitter, mas promete voltar ao país africano. O jogador chegou ao início da época, mas as muitas lesões que o afetaram ao longo do ano não permitiram que pudesse mostrar todo o seu potencial, apesar da idade.

Fonte: Lusa/Sapo


"Dia de despedida aqui em Angola, mas será só no futebol pois com certeza Angola é minha casa para sempre. Momentos especiais com as crianças hoje. Obrigado Deus, por este ano mais que especial", escreveu o futebolista, de 40 anos, que foi eleito melhor futebolista do Mundo em 1999.

O Kabuscorp concluiu a edição de 2012 do Girabola na quarta posição, com 49 pontos, menos 18 do que o campeão Recreativo do Líbolo. "Sentirei saudades. Mas logo estarei de volta", referiu Rivaldo, assegurando que o seu regresso fica a dever-se a trabalhos a realizar no âmbito do Instituto Rivaldo10.

No seu sítio oficial na Internet, Rivaldo, que marcou 34 golos nas suas 74 presenças na selecção principal do Brasil, acrescentou que se despede "com ar de dever cumprido", salientando que "Angola está no seu coração e que também faz parte de sua vida".

Além do Kabuscorp, Rivaldo, que se sagrou campeão do Mundo em 2002, alinhou em clubes como o Deportivo da Corunha, FC Barcelona, AC Milan, Olympiacos, AEK de Atenas e Bunyodkor, tendo ainda alinhado nos brasileiros do Corinthians, Palmeiras, Cruzeiro e São Paulo.

Mesmo tendo feito poucos jogos, Rivaldo acabou por ser o terceiro melhor marcador do Girabola2012 com 11 golos, menos três que o goleador da competição, o angolano Yano do Progresso do Sambizanga.

Importa realçar que Rivaldo não teve vida fácil em Angola. As várias lesões impediram-lhe de dar um melhor contributo à equipa do bairro do Palanca. Em alguns jogos, o veterano de 40 anos não chegou a ser opção para o técnico Viktor Bondarenko, algo que terá irritado o brasileiro. O jogador já manifestou em diversos momentos a vontade de pôr um ponto final na carreira, devido as várias lesões. Mas ainda nada está decidido.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: