Luanda - O seleccionador nacional sénior masculino de basquetebol, Paulo Macedo, admite colocar o lugar a disposição logo termine o contrato com a direcção da Federação Angolana (FAB) presidida por Paulo Alexandre Madeira.

Fonte: JA

Em declarações à imprensa, no final da partida de ontem, frente a Austrália, o treinador disse estar agastado com as críticas ao seu trabalho e a sua pessoa.


Por isso, "para bem da minha imagem e da minha família vou repensar a minha continuidade. Oiço muita coisa de pessoas ditas do básquete ou infelizmente foram do básquete e têm tentado beliscar o meu nome. Felizmente tenho tido o apoio da federação, não tenho do que me queixar", disse o técnico com semblante triste e os olhos banhados a vermelho como se as lágrimas lhe quisessem invadir a face abaixo.

Em relação à vitória na última jornada, o seleccionador disse que “demos mostras de ter uma grande selecção, que vai nos dar muitas alegrias no futuro. Tivemos alguns jogadores que não tinham estado bem antes e hoje estiveram. Fizemos retificações defensivas e conseguimos travar o jogo exterior do adversário".

Analisando o percurso de Angola, Macedo diz: “É uma participação positiva. Tirando o jogo com o México que foi o que foi. Ganhamos as partidas que a priori tínhamos em perspectiva vencer. Mas de forma global acho que seriam três”.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: